sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Cardozo ordena que PF investigue suposta intimidação a Lobão Filho

Filho de ministro e candidato no MA teria sido abordado em aeroporto.
Ministro da Justiça cobrou do diretor da PF apuração do episódio.

Priscilla Mendes Do G1, em Brasília
A assessoria de imprensa do Ministério da Justiça informou nesta sexta-feira (26) que o ministro José Eduardo Cardozo determinou ao diretor-geral da Policia Federal, Leandro Daiello Coimbra,

“apuração rigorosa” sobre a atuação de agentes que abordaram o senador e candidato ao governo do Maranhão, Edison Lobão Filho (PMDB). A abordagem policial, que revistou a aeronave, os veículos e a bagagem da comitiva do parlamentar maranhense, gerou protesto por parte da cúpula do PMDB, que classificou a ação como “intimidatória”.

O vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, divulgou nota nesta quinta-feira (25) para reclamar da ação dos policiais federais, que revistaram Edison Lobão Filho e sua comitiva no aeroporto de Imperatriz (MA).
Ainda conforme nota divulgada por Temer, os agentes – que estavam armados – teriam informado que faziam uma busca por recursos ilegais de campanha motivados por uma denúncia anônima.

Nesta quinta, o Blog do Camarotti já havia relatado que Cardozo, durante uma ligação telefônica, prometeu ao vice-presidente que iria apurar o incidente. Temer telefonou ao titular da Justiça, superior hierárquico do diretor-geral da PF, após tomar conhecimento do episódio pelo senador José Sarney (PMDB-AL) e pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, pai do candidato do PMDB ao governo do Maranhã.

Cardozo determinou a investigação do ocorrido e cobrou resultado “o mais rapidamente possível”, conforme assessoria do Ministério da Justiça. Não há prazo para a conclusão das investigações. A Polícia Federal ainda não se pronunciou sobre o caso.

Em nota, a assessoria da campanha de Lobão Filho disse que a equipe da Polícia Federal abordou a comitiva “sem a devida documentação” e não apresentou explicações sobre a suposta denúncia que motivou a revista. “Questionados sobre a origem da operação, os policiais disseram que haviam recebido denúncia anônima, sem, contudo, especificar o teor da denúncia”, informou a nota.

Os advogados da coligação do candidato, “Pra Frente Maranhão”, apresentaram um pedido de esclarecimento à Policia Federal e entraram com representações junto ao Tribunal Regional Eleitoral e ao Tribunal Superior Eleitoral. Eles pedem que a justiça investigue o ocorrido e puna os responsáveis pelas eventuais condutas irregulares.

Secretário-Nacional de Justiça

A coligação de Lobão Filho também pediu investigação contra o secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, que teria gravado um vídeo em apoio a Flávio Dino (PCdoB), adversário do peemedebista na disputa pelo governo do Maranhão.

A campanha de Lobão afirma que a gravação ocorreu “aparentemente de dentro de seu gabinete” - a lei eleitoral proíbe uso de bens e imóveis públicos em benefício de candidatos. A coligação ainda alega que o vídeo foi gravado “horas antes da operação policial ser deflagrada em Imperatriz contra Lobão Filho e sua comitiva”.

Em nota, a assessoria do Ministério da Justiça informou que o depoimento foi concedido em “caráter pessoal” e gravado em 23 de setembro, fora do expediente de Paulo Abrão, em uma produtora privada contratada por Flávio Dino.

Paulo Abrão divergiu da edição do vídeo feita pela campanha, ainda conforme a nota, e proibiu sua utilização. “A veiculação do vídeo no programa eleitoral ocorreu, portanto, sem a sua autorização”, informou o ministério.

Ventania causa destruição em dois pontos de Bacabal, MA

Fenômeno registrado nessa terça-feira (24) durou três minutos.
Posto de combustível e fazenda ficaram destruídos; ninguém ficou ferido.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante
 
Uma ventania de aproximadamente três minutos registrada nessa terça-feira (24) causou destruição no Povoado Sítio Novo, em Bacabal, a 240 km de São Luís, na região central no Maranhão. Dois pontos - um posto de combustível e uma fazenda - apresentaram maiores danos.
Os ventos fortes derrubaram uma coluna de concreto e parte do telhado do posto de combustível. Ninguém ficou ferido. Os funcionários relatam os momentos de desespero.
Placas de sinalização de trânsito também foram danificadas (Foto: Reprodução / TV Mirante) 
Placas de sinalização de trânsito também foram
danificadas (Foto: Reprodução / TV Mirante)
 
"O vento chegou de surpresa. Pegou todo mundo despreparado. Começou a chover fino, a gente foi se abrigar ali na marquise, aí, de repente, o vento chegou fechando os dois lados. a gente não teve como correr, desabando tudo. A estrutura começou a ceder e foi desespero total" relatou Breitner Gomes, funcionário do posto.

"Ninguém via mais nada. Tambor voava por cima, pé de pau voava por cima, entendeu? E o desespero, o pessoal gritando 'se controla todo mundo, se controla'. Uns tentavam sair pra lá e, quando saía um vento tentando levar pra lá, foram escapar embaixo da caçamba", revelou o funcionário do posto José Augusto dos Santos.

O motorista Antônio Lopes disse que nunca viu na parecido. "Pra nós, foi uma surpresa ter acontecido isso. Mas o que acontece, é que a natureza, ninguém pode zombar dela, porque ela dá, mas ela quer de volta", avisou.

Uma fazenda também sofreu danos. Árvores foram arrancadas e, galhos e troncos, quebrados. Placas de sinalização de trânsito e propaganda também foram danificadas.
Ventos fortes arrancaram árvores em uma fazenda (Foto: Reprodução / TV Mirante)Ventos fortes arrancaram árvores em uma fazenda (Foto: Reprodução / TV Mirante)

Bancários do MA decidem iniciar greve da categoria



Os bancários maranhenses decidiram, em assembleia realizada hoje (25), entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira (30). Os funcionários de bancos dos setores público e privado aderiram à paralisação nacional. A decisão teve adesão unanime dos presentes na assembleia que ocorreu na sede do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA), em São Luís. Após a assembleia, os bancários agendaram uma nova reunião, na segunda-feira (29), às 17h, para tratar da organização do movimento grevista.

De acordo com o SEEB-MA, a greve é uma resposta à intransigência dos banqueiros e do governo Federal, que, segundo a classe, ignoram todas as exigências dos funcionários dos bancos. Na última rodada de negociação, realizada no último dia 19, os banqueiros ofereceram 7% de reajuste salarial. O índice de reajuste não foi considerado satisfatório pela categoria, considerando o lucro de R$ 28,5 bilhões que as instituições financeiras recolheram, juntos, no primeiro semestre deste ano. Além disso, a classe alega que o piso salarial vigente está desvalorizado.

Entre as principais exigências, os banqueiros exigem uma proposta de reajuste salarial de 35%, PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de 25% do lucro líquido linear dos bancos, reposição de perda salarial, isonomia, novas contratações, respeito à Lei das Filas e outras pautas. (Imirante).

Do Blog do Neto Ferreira

Rigo arrasta multidão em Fortaleza dos Nogueiras

O prefeito Eliomar Nogueira pediu votos para o deputado Rigo Teles, e declarou que mais uma vez vai apoiá-lo.



 O deputado Rigo Teles (PV-43.200) participou na cidade de Fortaleza dos Nogueiras, na Região Sul do Estado do Maranhão, de mais um mega manifestação de apoio popular à sua reeleição rumo ao quinto mandato na Assembleia Legislativa,

A mega comício foi organizado pelo prefeito Eliomar Nogueira e a primeira-dama, Alessandra Machado, pelo vice-prefeito, Dr. Túlio, pelo presidente da Câmara, Brandão, acompanhado dos vereadores Renato, Antônio Félix e expressivas lideranças do município.

Esta é a terceira vez que as lideranças políticas e a população do município de Fortaleza dos Nogueiras abraça a reeleição do deputado Rigo Teles, que nesta eleição concorre em parceria com o deputado federal e candidato à reeleição, Sarney Filho (4321).


O prefeito Eliomar Nogueira pediu votos para o deputado Rigo Teles, e declarou que mais uma vez vai apoiá-lo, porque o deputado sempre trabalhou na Assembleia Legislativa e em todas as esferas de poder, para beneficiar Fortaleza dos Nogueiras.

Da mesma opinião compartilham os vereadores e milhares de eleitores de Fortaleza dos Nogueiras, na durante o comício e nas reuniões prometeram voto de confiança no deputado Rigo Teles, que prometeu continuar o trabalho por Fortaleza dos Nogueiras.

Do Blog do Neto Ferreira

No Maranhão, eleição deve ser definida no 1º turno, aponta Folha




O mau desempenho de apostas dos grandes partidos e a ausência de um terceiro candidato competitivo contribuem para que nove Estados caminhem para definir as eleições para governador já no primeiro turno.

O Maranhão é um exemplo desse quadro, segundo levantamento do jornal Folha de São Paulo publicado nesta sexta-feira (26).
De primeira

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Ex-Menudo Roy Rosselló volta à Fazenda e primeira roça é cancelada

Reprodução/TV Record
Roy Roselló deixa A Fazenda; ex-Menudo voltará ao reality após deixar pensão, nesta quinta (25)
 
 
O ex-Menudo Roy Rosselló, participante de A Fazenda 7, voltará para o reality show no programa desta quinta-feira (25), apesar de ter infringido a norma de que os competidores não podem ter contato com o mundo exterior durante o confinamento. Ele foi solto no final da tarde, após pagar dívida de pensão alimentícia de um filho de nove anos. 

Para não prejudicar Rosselló nem Heloisa Faissol, que disputavam a permanência no reality show até a manhã de hoje, quando a votação foi suspensa, a direção da Record decidiu também cancelar a roça prevista para logo mais à noite. Nenhum dos dois será eliminado. A emissora repetirá todo o processo na semana que vem, começando por uma prova na segunda-feira (29). 

A emissora mostrou no Cidade Alerta Rosselló retornando ao confinamento rural, em Itu, mas manterá o suspense sobre o retorno do ex-Menudo até a exibição do reality. Só confirmará sua decisão durante o programa.
Roy Rosselló foi preso por volta das 11h desta quinta-feira (25). Ele foi levado para uma delegacia em Itu (interior de São Paulo), cidade em que é gravado o reality show da Record. Rosselló foi preso por não pagar pensão alimentícia a um menino de 9 anos que teve com uma ex-mulher, identificada como Mirela.

Ao Balanço Geral, o delegado que prendeu Rosselló, Nicolau Santarém, informou que Roy será levado para o presídio de Pilar do Sul, na região de Sorocaba. De acordo com o policial, o ex-Menudo foi preso por causa de um processo de pensão alimentícia que tramita desde 2010. Ele devia cerca de 80 mil à mãe de um de seus cinco filhos.
O delegado informou que ele só seria liberado se houvesse um alvará de soltura expedido pela Justiça após o pagamento da dívida, o que aconteceu no final da tarde desta quinta.

O artista teve prisão decretada na última terça (23) em processo que corre em Campinas (interior de São Paulo). Ontem (24), dois oficiais de Justiça estiveram no confinamento de A Fazenda, em Itu, e notificaram o ex-Menudo. Mas essa notificação se refere a um novo processo por falta de pagamento de pensão alimentícia, movido por uma outra ex-mulher do cantor.

Rigo recebe apoio de milhares de eleitores em povoados de Bacabal




O mesmo apoio popular foi constatado quando o deputado Rigo Teles participou de um almoço, na casa do senhor José Antônio, com a presença de secretários municipais, lideranças políticas e comunitárias e de centenas de eleitores do município de Bacabal.

Acompanhavam Rigo o prefeito Zé Alberto, o deputado federal e candidato à reeleição, Alberto Filho (1522), o presidente da Câmara, Manoel da Concórdia os vereadores Maninho, Leonardo do Saae, Edvan Brandão, Reginaldo e o grande líder político, Dr. Gilberto.

Ao expor uma síntese de sua atuação durante os quatro mandatos na Assembleia Legislativa e seu projeto de trabalho para o povo de Bacabal no quinto mandato, o deputado Rigo Teles foi aplaudido por milhares de eleitores nos três povoados do município.

No Povoado São Paulo Apóstolo, uma reunião liderada pelo vereador Reginaldo do Posto se transformou num grande comício e reuniu duas mil pessoas apoiando Rigo Teles, que prometeu trabalhar pelo povo, em parceria com Zé Alberto e Alberto Filho.

Do Blog do Neto Ferreira

Justiça Eleitoral aprova presença de Força Nacional para segurança




Após pedidos da coligação de Flávio Dino, da Corregedoria do Tribunal de Justiça e da Ordem dos Advogados do Brasil, o Tribunal Regional Eleitoral aprovou por unanimidade a presença de Forças Nacionais para acompanhar as eleições do Maranhão.

Os magistrados entenderam que, diante dos últimos fatos de violência e da tentativa de vinculá-los ao processo eleitoral, poderia haver prejuízos às eleições, que acontecem daqui a 10 dias.
Os representantes da Justiça Eleitoral também mostraram preocupação quanto ao acesso ao transporte público nas eleições e oficiaram a prefeitura de São Luís para que garanta ônibus na capital no dia da votação.

A decisão foi tomada no início da tarde desta quinta (25) na reunião do pleno do Tribunal Regional Eleitoral. A aprovação definitiva depende do Tribunal Superior Eleitoral em Brasília, que deve analisar a decisão maranhense já nos próximos dias.

Diretores de presídio envolvidos em vídeo falso contra Flávio afastados


Congresso em Foco – O governo do Maranhão afastou do cargo dois diretores da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), do Complexo de Pedrinhas, após um preso confessar que gravou, dentro das dependências da unidade, um vídeo em que acusa o candidato a governador Flávio Dino (PCdoB) de ser o mandante de um assalto a um carro-forte praticado em fevereiro deste ano. Ontem, em depoimento à polícia, o presidiário André Escócio de Caldas, admitiu que recebeu promessa de vantagens para incriminar o candidato. A gravação foi exibida nas emissoras de rádio e TV da família de Lobão Filho (PMDB), principal adversário de Flávio Dino na eleição estadual e candidato da governadora Roseana Sarney (PMDB).

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão, informou esta tarde que Carlos Aguiar, diretor da CCPJ, e Elenilson Araújo, diretor administrativo, foram afastados até que as investigações sobre o vídeo sejam concluídas. A governadora também determinou que a Corregedoria da secretaria e a Superintendência de Investigações Criminais (Seic) – órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) – a abrirem sindicância. A Polícia Federal já estava apurando o caso por solicitação do candidato do PCdoB.

André Escócio admitiu ter recebido promessa de dinheiro, proteção e um alvará de soltura por parte de Carlos Aguiar para gravar o vídeo em que acusa Flávio Dino, o deputado e candidato à reeleição Weverton Rocha (PDT-MA) e uma mulher chamada Patrícia de serem os mandantes do assalto ao veículo que resultou no roubo de R$ 900 mil. André está preso por participação no crime, praticado na Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

O vídeo, gravado há cerca de dez dias, foi veiculado em primeira mão pela TV Difusora (retransmissora do SBT), de propriedade da família Lobão. O áudio também foi reproduzido pela rádio da família. A pedido de Flávio Dino, as gravações foram retiradas do ar por determinação judicial. No novo depoimento, o preso contou que as imagens foram gravadas por um agente penitenciário dentro da sala do diretor da Central de Custódia de Presos da Justiça. A polícia já ouviu os três envolvidos.

Polícia Federal

O depoimento de André Escócio sobre o uso de agentes e da estrutura do Estado na fraude foi encaminhado à delegada geral da Polícia Civil, Maria Cristina Resende. A pedido do candidato, o caso foi encaminhado à Polícia Federal por envolver disputa eleitoral. A Polícia Civil faz parte da estrutura do governo de Roseana Sarney (PMDB), aliada de Lobão Filho. O presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, defende que as investigações sejam conduzidas pela PF.

“Temos todo o interesse que a Polícia Federal se aprofunde no caso para mostrar a armadilha eleitoral criada pelo nosso adversário. O Flávio nunca esteve envolvido em qualquer ilícito”, disse Márcio ao Congresso em Foco. A reportagem procurou Lobão Filho, mas não houve retorno até o momento.
Esta não é a única suspeita de natureza eleitoral que recai sobre o candidato do PMDB. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo mostra que a campanha de Lobão Filho usou ônibus escolar com identificação do programa Caminho da Escola, do governo, para espalhar propaganda do peemedebista em São Luís. Um vídeo ao qual o jornal teve acesso flagra o veículo sendo abastecido com cartazes de Lobão Filho no pátio de seu comitê eleitoral. O Ministério da Educação abriu uma investigação para apurar o uso eleitoral do ônibus.

Cerca de 150 homens da Força Nacional de Segurança reforçam a segurança em São Luís em meio a uma onda de atentados atribuídos a presidiários de Pedrinhas. A governadora Roseana Sarney já pediu o envio de novo reforço para as eleições. Desde o início do ano, 17 presos morreram no complexo penitenciário maranhense, segundo levantamento da Agência Brasil. Só no ano passado, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça, 60 presos foram mortos. Só este mês, 46 detentos fugiram do complexo penitenciário.

Joao Alberto e o prefeito de Bacabal causam prejuízo para o grupo Sarney e tiram votos de Lobão Filho

Publicada em 25/09/2014 às 11:55:48
 
A situação eleitoral do candidato Lobão Filho não é nada confortável. As pesquisas de intenção de votos estão aí para comprovarem essa afirmação.

O pior para ele é que políticos aliados como o senador João Alberto e o prefeito de Bacabal, Zé Alberto, parecem dispostos a piorar esse quadro.
Nos últimos dias, na cidade de Bacabal os dois tem se digladiado, usando vereadores como intermediários e o povo pobre do bairro Trizidela como massa de manobra.

O prefeito começou há poucos dias uma operação de asfaltamento de algumas ruas da cidade. Quando as máquinas partiram para o bairro Trizidela, dois vereadores residentes no bairro e pertencentes ao PMDB de João Alberto, entraram em ação na frente de um movimento “popular” que reivindica o asfaltamento de praticamente todas as ruas do bairro e não apenas aquelas que constam no planejamento feito pela Secretaria de Obras.

Os vereadores são: Manoel Serafim e Natália Duda. Ambos pertencem ao bloco governista na Câmara. Ou pelo menos pertenciam, antes da confusão instalada. Para entornar ainda mais o caldo, o senador João Alberto aportou na cidade e aprontou.
Reunido com os moradores do bairro Trizidela, ligaram para o prefeito Zé Alberto para que ele fosse até o bairro ouvir as reivindicações. Claro que pressionado, não restaria a ele dizer um “sim”. Quem sairia de bonzinho na história?

O Prefeito remeteu a discussão do caso para o secretário de Obras e se recusou a dialogar com os tridizelenses. Disse isso ao telefone para João Alberto. Ou melhor: disse achando que estaria falando apenas com o Senador, não sabia o Prefeito que João Alberto matreiramente havia colocado o celular no modo ‘viva-voz’ e todo o povo estava compartilhando das explicações do prefeito Zé Alberto. Isso que é amigo....
João Alberto lucra com a desgraça do prefeito Zé Alberto. Tendo o filho João Marcelo como candidato a deputado federal, ao minar a gestão do prefeito João Alberto apresenta o filho como herdeiro dos votos dos insatisfeitos com a administração.
Mas será que João Alberto precisa mesmo fazer muito esforço para descredenciar o prefeito de Bacabal no seio da comunidade bacabalense? A reposta é não.

Zé Alberto quer viver como se não soubesse de nada. Se exime, isso para não dizer que se omite, de resolver problemas importantes da cidade. Na Prefeitura quem faz as vezes do gestor é um casal. A filha Monique (na foto como o prefeito Zé Alberto) e o marido são as duas pessoas que realmente administram, põem e dispõem conforme lhes é conveniente.

Dois episódios ocorridos nos últimos dias dão bem a dimensão do quanto José Alberto está preocupado. O matadouro da cidade foi interditado por causa das péssimas condições físicas, condições péssima de higiene e condições degradantes a que estavam submetidos os funcionários. Detalhe: há vários meses a Prefeitura havia sido notificada da situação e não tomou nenhuma providencia. Depois foi a vez de centenas de alunos do CAIC serem prejudicados. Uma inspeção do Corpo de Bombeiros concluiu que a instalação elétrica representa um perigo para a vida dos alunos. Instada a se pronunciar e resolver o problema, a Prefeitura deu de ombros para a situação. Resultado: o CAIC foi interditado.

O que se conclui é que ações como a do senador João Alberto e seus vereadores, só ocorrem porque existe uma hiato administrativo em Bacabal. Falta legitimidade na Administração, efeito causado justamente pela inoperância.

Para Lobão Filho e o grupo Sarney, não tem pior. Uma cidade cujo prefeito é o do grupo e onde Flávio Dino não faz campanha, poderia bem render uma votação que melhorasse o desempenho do candidato. Mas se duas lideranças estão quase a se engalfinhar no meio da rua, a coisa fica feia.

Do Blog do Louremar Fernandes

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Juízes do Maranhão criticam uso de vídeo para fazer terrorismo eleitoral

Juiz Gervásio Santos assina nota de
repúdio à divulgação de calúnias
A Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) divulgou nesta terça-feira (23) uma nota em que critica a “divulgação de calúnias ou notícias inverídicas” e “vídeos disseminando o terror e falsas acusações”.

A nota foi divulgada após a TV Difusora, do candidato Edinho Lobão, reproduzir um falso vídeo em que uma pessoa não identificada tenta acusar Flávio Dino de estar por trás de ataques no Maranhão. O vídeo, postado do Chile, surgiu nas redes ontem, por apoiadores de Edinho, poucas horas depois de o candidato afirmar na TV de Roseana que há uma “origem político-eleitoral” por trás da crise de Pedrinhas.

A AMMA diz que “assiste com preocupação a utilização para fins eleitorais dos recentes episódios de violência ocorridos em São Luís, com declarações, panfletos e vídeos disseminando o terror e falsas acusações”.

A associação que reúne juízes acrescenta que “a divulgação de calúnias ou notícias inverídicas não contribui com a democracia e nem tampouco solucionará os graves problemas do estado. Eleição não é um jogo de vale-tudo, portanto, os fins não podem justificar os meios”.

Leia abaixo a íntegra da nota da Associação dos Magistrados do Maranhão:

NOTA PÚBLICA

A Associação dos Magistrados do Maranhão – AMMA assiste com preocupação a utilização para fins eleitorais dos recentes episódios de violência ocorridos em São Luís, com declarações, panfletos e vídeos disseminando o terror e falsas acusações.

A eleição é o ápice do processo democrático e o período eleitoral é o momento oportuno para o debate de ideias e formulação de propostas, o que, no caso do Maranhão, implica necessariamente na discussão sobre formas de combater a violência urbana e a grave situação carcerária, temas diretamente ligados, e que têm se agravado ao longo dos últimos doze meses.

A divulgação de calúnias ou notícias inverídicas não contribui com a democracia e nem tampouco solucionará os graves problemas do estado. Eleição não é um jogo de vale-tudo, portanto, os fins não podem justificar os meios.

A AMMA, ciente que os Magistrados são agentes indispensáveis à transparência do processo eleitoral, reafirma a sua confiança no compromisso desses homens e mulheres, ao tempo em que exorta a todos com jurisdição eleitoral a se manterem vigilantes a fim de garantir que o pleito que se avizinha transcorra com serenidade e que, ao final, vença a democracia!

São Luís, 23 de setembro de 2014

JUIZ GERVÁSIO SANTOS

PRESIDENTE DA AMMA
 
Do Blog do Gilberto Lima

Apoio popular motiva Patrícia Vieira que repudia atos de vandalismo em São Luís e o envolvimento político do seu nome e do nome de Flávio Dino nos eventos

A reta final de campanha o comitê de trabalho da candidata à deputada estadual Patrícia Vieira, tesoureira do PROS estadual e presidenta do PROS Mulher no estado, vê a candidatura da empresária consolidada em todo o Maranhão, avalia essa consolidação como fruto do trabalho desenvolvido e dos acordos fechados e, projeta o seu nome como virtualmente eleito em sua coligação.

Patrícia e Zé Vieira em trabalho de campanha em Bacabal.
Patrícia e equipe de trabalho têm se desdobrado no cumprimento das metas e objetivos estabelecidos ainda na pré-campanha. Metas que começaram a ser colocadas em prática quando o deputado federal José Vieira Lins assumiu a direção do PROS no estado, com a estruturação da legenda em todo o Maranhão e, objetivos que se materializaram com o nascimento da candidatura de Patrícia Vieira.
 
Nessa reta final Patrícia e assessores querem cumprir uma agenda que incluiu visitas e palestras nas principais cidades do Estado, sem se dissociar da agenda do candidato a governador Flávio Dino, e sem deixar seu principal reduto eleitoral de fora, o município de Bacabal, onde Patrícia Vieira deve ser a detentora da maioria absoluta dos votos.
Repúdio
A candidata Patrícia Vieira vê com grande preocupação o momento de instabilidade política, administrativa e de insolvência por qual passam o Estado do Maranhão e o seu sistema de segurança pública e lamenta que esse fato esteja acontecendo em um momento tão importante para a história politica do Maranhão, quando o povo do Estado está prestes a se libertar das amarras que o estrangula a cerca de 50 anos.
 
Lamenta ainda, contrita, e repudia com veemência os atos de vandalismo que vêm acontecendo em São Luís, exorta e conclama a população da capital a resistir e, recebe com tristeza, mas serena, o envolvimento do seu nome, do nome do seu marido, deputado federal José Vieira Lins e, do nome do futuro governador do Estado Flávio Dino como os mentores e estimuladores desses atos de desordem e da crise do sistema de segurança e penitenciário.
 
Por fim Patrícia Vieira afirma que Ora para que o Maranhão retorne imediatamente a normalidade, assim como pede para Deus, em suas orações, que Ele ilumine os atuais gestores do Estado para que eles encontrem, o mais rapidamente possível, a solução definitiva e perene para essas anormalidades.
 

Coligação de Flávio Dino pede tropas federais para eleição no Maranhão





A coligação Todos Pelo Maranhão realizou uma entrevista coletiva nesta terça-feira (23/set) para comentar o vídeo chileno divulgado hoje pela TV Difusora, de propriedade do candidato da família Sarney, Edinho Lobão. No vídeo, uma pessoa que não se identifica acusa “Flavio Diño” de fazer parte de um esquema que não é explicado. Poucas horas antes da Difusora divulgar o vídeo, o candidato Edinho afirmou que há uma “origem político-eleitoral” por trás da crise de Pedrinhas.
“Esse vídeo é uma fraude que estão usando para tetar macular a festa democrática” coordenador da coligação Todos Pelo Maranhão, deputado Marcelo Tavares. “O fato do vídeo ter sido postado no Chile já demonstra que os criminosos são os autores desta farsa”, afirmou.

“A TV Difusora do senhor Edinho Lobão é co-autora desse crime ao difundir um vídeo que não é reconhecido pela Secretaria de Segurança do Estado do Maranhão”, afirmou o presidente do PCdoB maranhense, Márcio Jerry.

Abaixo, a íntegra da nota:

PRONUNCIAMENTO OFICIAL À SOCIEDADE MARANHENSE
- A coligação “Todos pelo Maranhão” quer eleições Limpas e em Paz!
Sobre os últimos acontecimentos envolvendo o uso abusivo do aparelho estatal contra a família de Flávio Dino e o vídeo forjado contra Flávio Dino e membros da oposição maranhense, a coligação “Todos pelo Maranhão” esclarece que:

Após ofício protocolado pela coligação “Todos pelo Maranhão” junto à Secretaria Estadual de Segurança Pública, a Corregedoria da Polícia Militar do Estado do Maranhão disponibilizou à coligação a íntegra do videomonitoramento que acompanhou a abordagem do senhor Saulo Dino por uma suposta blitz do Choque da PM.

Em 1 hora e 30 minutos de vídeo, foi comprovado o abuso cometido pelo aparelho estatal em relação aos familiares de Flávio Dino – candidato a Governador do Maranhão. As imagens comprovam que o carro de Saulo foi o único abordado e inspecionado pelos policiais e que teve seu carro vistoriado durante uma hora, de onde foram retirados materiais de campanha do candidato.

Logo em seguida à liberação de Saulo Dino da blitz, um senhor identificado como “Isaac” – que faria parte do Serviço Velado da Polícia Militar (conhecido por PM 2) – conversou com o chefe da Operação de abordagem. Isaac não estava fardado e saiu de um carro que acompanhou Saulo Dino desde o hotel em que estava hospedado até o local da blitz. Após conversar com Isaac, a blitz foi desmontada e os dois veículos do Choque da Polícia Militar deixaram o local.

A coligação foi informada pela Corregedoria da Polícia Militar que todos os policiais foram identificados e prestarão esclarecimentos à Corregedoria – que continua investigando os procedimentos que levaram à realização da estranha blitz.
Documentos apresentados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública à coligação demonstraram também que a “blitz” não fora sequer registrada no livro do Oficial do Dia, mesmo tendo sido deslocados para lá um total de nove policiais.

O caso continua sob investigação mas, de posse do registro do videomonitoramento, da prova de que a operação não foi sequer registrada e da presença de integrante do Serviço Velado da PM, é possível afirmar que Saulo Dino foi alvo de uma operação montada ilegalmente contra ele, sem que ele seja alvo de qualquer denúncia ou investigação.

Todos os fatos acima relatados caracterizam o uso político-eleitoral do aparelho de Segurança Pública do Estado e demonstram o abuso de poder utilizado contra um adversário político.
Diante deste cenário e das montagens grosseiras forjadas para tentar relacionar Flávio Dino à crise de Segurança que tem como responsável exclusivo o GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO, informamos à imprensa e à sociedade maranhense as seguintes providências:

1 – Pedido ao Tribunal Regional Eleitoral da presença de Tropas Federais para acompanhar o período eleitoral – garantindo a paz e a segurança dos cidadãos maranhenses;

2 – Acompanhamento do processo de investigação pela Corregedoria da Polícia Militar para informar os motivos que levaram à abordagem ilegal do irmão de Flávio Dino – identificando os mandantes da operação clandestina, bem como esclarecer a participação da Polícia Velada em perseguição ao senhor Saulo Dino e família. Fazemos isso em defesa da atuação republicana e democrática das Polícias, em defesa do Estado e do Cidadão, sem servir de instrumento a grupos políticos. Neste sentido, temos plena convicção de que a corporação não admite atitudes como a acima relatada;

3 – Apresentar à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal o IP em que o vídeo forjado contra Flávio Dino está hospedado para que seja identificada a sua origem e os autores sejam punidos. O vídeo deverá ser investigado;

4 – Reiterar o pedido à campanha do senhor Edinho Lobão Filho de que nesta reta final debata as diferenças no plano exclusivamente político e programático. Sem agressões que tumultuem o processo eleitoral e a paz dos maranhenses.

Coligação Todos pelo Maranhão

Márcio Jerry Saraiva Barroso

Presidente estadual do PCdoB – ma

Marcelo Tavares Silva

Deputado Estadual

Vasco sofre gol no fim e empata com S. Correa em jogo cercado de polêmicas

Do UOL, no Rio de Janeiro

Realmente tem sido uma dureza esta Série B para o Vasco. O Cruzmaltino vencia o jogo até aos 49 minutos do segundo tempo, quando numa bobeada, sofreu o gol de empate. O 2 a 2 no Estádio Castelão, em São Luís (MA), foi marcado pelas polêmicas envolvendo as arbitragens.
No primeiro gol, Maxi Rodríguez sofreu pênalti que gerou muita reclamação do time da casa. No segundo, num lance bastante difícil, o zagueiro Douglas Silva concluiu, a bola bateu em cima da linha e a zaga afastou, gerando a dúvida se ela entrou ou não.
Os maranhenses ainda ficaram na bronca por uma suposta penalidade não assinalada aos 28 minutos do segundo tempo. Já o Cruzmaltino reclamou da mesma infração aos 15 da etapa inicial.

Fases do jogo: No primeiro tempo, o Vasco se apresentou muito "engessado", sem criatividade e lento. Numa das raras oportunidades de gol, Maxi Rodríguez saiu cara a cara com o goleiro, após excelente passe de Douglas, mas desperdiçou chutando para fora. O Sampaio Correa passou a gostar do jogo e foi para cima, embalando pelo serelepe e veloz atacante Pimentinha. Após boas oportunidades, abriu o placar numa falha da zaga cruzmaltina, que ficou somente olhando Luiz Otávio cabecear e, no rebote, Edimar marcar.

Na etapa final, Joel Santana sacou Maxi Rodríguez e colocou Rafael Silva. A substituição não caiu bem, já que o uruguaio era o melhor do time. O time ficou ainda mais apático, mas conseguiu chegar ao polêmico gol da virada num lance isolado, onde o meia Fabrício cruzou rasteiro e despretensiosamente, mas a bola encontrou Douglas Silva.
Quando a vitória já parecia certa, a zaga mais uma vez "dormiu", Martin Silva espalmou um chute de Cleitinho e William Paulista, no rebote, aos 49 minutos do segundo tempo, empatou a fatura.

O melhor – Pimentinha: O atacante, de apelido inusitado, promoveu um verdadeiro salseiro na zaga do Vasco. No primeiro tempo, deu um drible desconcertante em Douglas Silva e quase fez o gol.
O pior – Luan: Estava "dormindo" no gol do Sampaio Correa ao deixar Luiz Otávio cabecear livre.
Chave do jogo: Joel Santana foi mal na partida. Primeiramente, apostou em Jhon Cley no meio de campo, mas o jovem não correspondeu. Em seguida, substituiu no intervalo Maxi Rodríguez que, até então, era o melhor da equipe. Quando obteve a virada, recuou excessivamente o time, sacando o atacante Kléber e colocando o zagueiro Rafael Vaz. Como punição, acabou sofrendo o empate.

Para lembrar: O Vasco atuou com um uniforme fabricado pelo próprio clube. A situação aconteceu por conta do término de contrato com a Penalty e pelo fato da Umbro estrear somente no dia 3 de outubro, contra o Bragantino, em São Januário.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Roseana Sarney e seu grupo político são os responsáveis pelo caos




flavio (2)
A governadora Roseana Sarney e seu grupo político, do qual faz parte o candidato a governador Lobão Filho, são os responsáveis pelo casos na segurança pública do estado. Não é de agora que facções criminosas atuam livremente, incendiando ônibus, praticando assaltos e aterrorizando a população.

Em 2013, bandidos tocaram fogo em ônibus, que culminou com a morte de uma criança, realizaram arrastões, mataram inocentes na guerra de facções e o governo do estado praticamente nada fez para acabar com a ofensiva dos criminosos. Ano passado e agora, a governadora Roseana assume para si toda a responsabilidade pela crise.

Desesperados com a iminente derrota nas eleições, a oligarquia para se manter no poder joga para a plateia, sem provas e de forma irresponsável, que Flávio Dino é culpado pelos ataques. Tentam imputar a alguém que não comanda o estado a culpa de tanta incompetência e inoperância acumulada durante quase cindo décadas de desmando.

Por meio do  twitter, o candidato Flávio Dino repudiou o jogo sujo de seus adversários. De acordo com Dino, o último gesto de desespero da oligarquia é tentar culpar a oposição pela crise, com base em “provas forjadas e falsas”.

“Recebi informações de que a oligarquia vai forjar ‘provas’ para tentar me culpar pela grave crise na segurança do Estado. Isso é um absurdo. O único ‘componente politico-partidário’ na crise da Segurança é a incompetência e descaso do Governo Roseana Sarney. Não ha nenhuma relação entre as eleições e os atos de violência, dentro e fora da Penitenciária. Basta lembrar que a crise vem de 2013. A verdade é que o Governo Roseana pouco fez após a crise de janeiro em Pedrinhas. E o caos continuou. Grave inercia governamental”, lamentou Dino.

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais