quarta-feira, 16 de abril de 2014

Prefeitura de São Luís Gonzaga do Maranhão torra dinheiro público


Resenha de contrato foi publicada no Diário Oficial do Maranhão, no dia 6 de Fevereiro de 2014
Mais um contrato superfaturado nas prefeituras do Estado do Maranhão. Desta vez, o torra torra do dinheiro público foi verificado no município de São Luís Gonzaga do Maranhão.
O prefeito do município, Emanoel Carvalho, contratou a empresa Valfra Comércio Varejista de Materiais para o Escritório Ltda para fornecimento de Materiais de Limpeza, Higiene e Utilidades Domésticas.
O valor do contrato para o serviço, pasmem, foi R$ 1.566.879,86 (hum milhão, quinhentos e sessenta e seis mil oitocentos e setenta e nove reais e oitenta e seis centavos). O contrato foi assinado no dia 30 de dezembro de 2013 e tem validade de 12 meses.
A resenha de contrato foi publicada no Diário Oficial do Maranhão, no dia 6 de Fevereiro de 2014.


Abaixo, a resenha:


Do Blog do Abel Carvalho

O MEDIADOR DO GOVERNO É SÓ LOROTA. JOÃO ALBERTO MENTIU DE NOVO PARA OS POLICIAIS MILITARES DO MARANHÃO

JM Cunha Santos

 
Descaradamente,desavergonhadamente,criminosamente, impunemente, impiedosamente, o governo do Maranhão mentiu mais uma vez para os policiais militares do Estado. A exemplo de 2011, usou para isso o senador João Alberto, desta vez na companhia de deputados federais que também sabiam que estavam negociando uma embromação. O governo não respeita os policiais e não tem respeito por si próprio, pois não dá valor à palavra empenhada.
Talvez por sua fama de Carcará, é sempre João Alberto o mediador indicado pelo governo em face de movimentos reivindicatórios de militares. Tudo mentira. Os termos do acordo previam anistia administrativa, reajuste salarial, proposição de lei com novos índices para o escalonamento vertical, apresentação de projeto de lei de anistia na Câmara Federal, regulamentação da carga horária para 40 horas semanais.
Hoje, na Assembléia, o deputado estadual Rubens Jr. (PCdoB), usou a tribuna para cobrar do governo o cumprimento do acordo. “Infelizmente o governo dá sinais claríssimos que não irá cumprir o acordado. Digo especificamente em dois pontos: Além da ausência de projeto de lei ou medida provisória que garantiria o reajuste da categoria para o ano de 2015, há o descumprimento do primeiro item, que é a anistia ampla, geral e irrestrita do movimento.”
O líder da oposição destacou os casos do soldado Leite e do Cabo Campos, ambos acusados de liderar o movimento paredista e que tiveram os processos disciplinares reabertos após o fim da greve. Uma comissão disciplinar foi montada e deve julgar os dois casos na próxima quinta-feira (17).
 
O prazo expirou. Nada foi feito. Nada será feito. Policiais estão sendo punidos. É um governo sem palavra, um governo furioso, em fim de carreira e sem nenhum futuro político. Acha-se no direito de enrolar a quem quiser.
Enquanto isso, morre um preso por dia no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e 10 pessoas a cada final de semana na grande São Luís.

Grávida que morreu em presídio do PI cumpria pena por roubar xampus

Presa passou mal, foi conduzida para um hospital, mas chegou sem vida.
Gestante foi presa em Parnaíba após o roubo de xampus.

Ellyo Teixeira Do G1 PI
Produtos furtados pela detenta morta em presídio do Piauí (Foto: Junior Catita/Portal do Catita)Produtos furtados pela detenta morta em presídio do Piauí (Foto: Junior Catita/Portal do Catita)
A detenta grávida que morreu após problemas de saúde dentro da Penitenciária Feminina, em Teresina, nessa segunda-feira (14) cumpria pena desde o mês de janeiro deste ano, após furtar vários vidros de xampus em uma loja na cidade de Parnaíba, no litoral do estado.

De acordo com diretor de presídios no estado, Wellington Rodrigues, após notar que Anastácia Batista da Silva, precisava de atendimento médico, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas devido a demora a mulher foi levada de viatura para o hospital. “A ambulância demorou muito, então tivemos que levá-la no carro da polícia. Infelizmente a mulher já chegou sem vida ao hospital do bairro Promorar”, relatou.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Vilobaldo Carvalho, no mesmo dia as presas ficaram revoltadas com a morte da mulher grávida que cumpria pena no presídio. Elas recusaram a voltar para as celas após o banho de sol, dando início a um princípio de motim.

“Eles se rebelaram para chamar a atenção das autoridades, principalmente da Secretaria de Justiça (Sejus). Pois uma detenta que estava grávida morreu na madrugada da segunda. A situação nos presídios do estado é degradante e absurda”, disse.

A Secretaria de Justiça determinou a abertura de sindicância para apurar a causa da morte e se houve negligência por parte dos agentes penitenciários. O G1 tentou falar com a diretora da Penitenciária Feminina de Teresina, mas ela não atendeu as ligações.

Menina é atingida por bala perdida e morre em hospital, em São Luís

Jandiara da Silva Sá, de nove anos, estava em companhia da mãe.
Caso foi registrado no início da noite desta terça-feira (15).

Do G1 MA
Uma criança de nove anos foi assassinada no início da noite desta terça-feira (15), em São Luís. Jandiara da Silva Sá levou dois tiros quando se dirigia até uma padaria em companhia da mãe, no bairro Vicente Fialho.
De acordo com testemunhas, quatro homens em um carro procuravam por um traficante da região, quando efetuaram os disparos que atingiram a menina.
Jandiara chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Vinhais, onde chegou a receber todos os procedimentos necessários, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
De acordo com a Polícia, o caso já está sendo investigado.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Patrícia Vieira leva o PROS para a região dos cocais

Patrícia Vieira
A tesoureira do Partido Republicano da Ordem Social e presidente do PROS Mulher no Maranhão, Patrícia Vieira, teve um final de semana de intensa movimentação no trabalho de divulgação das diretrizes e metas do partido. Patrícia, que é pré-candidata a deputada estadual, na companhia do esposo, deputado federal José Vieira Lins, passou todo o final de semana visitando cidades da chamada região do cocais do Maranhão, entre as quais Codó, Caxias, Parnarama, Lagoa do Mato e Matões.
Patrícia e José Vieira Lins têm se desdobrado no trabalho de divulgação do PROS nos mais diversos recônditos do Estado do Maranhão. Hoje a legenda já se encontra com raízes fincadas em mais de 80 por cento das cidades do Estado, mas o deputado José Vieira, presidente do PROS no Maranhão, afirma que a meta e atingir os 100 por cento.
Outra meta do casal Vieira, essa capitaneada por Patrícia, é a abertura de núcleos do PROS Mulher nas maiores e principais cidades do estado. O PROS Mulher é um núcleo que detém grande espaço e forte atuação dentro da própria legenda por, entre outras metas a exemplo da segurança e da saúde da mulher, incentivar a efetiva participação das mulheres na política abrindo para elas cada vez mais espaço dentro de um setor ainda amplamente dominando pelos homens.
Recepção e carinho
 
O casal de políticos tem confessado a amigos está elevado com o nível da recepção que vem recebendo nos rincões do Maranhão afora. Confessam também que o carinho e a solidariedade que lhes vem sendo dada tem sido motivo de renovação de suas metas e objetivos. José Vieira, por exemplo, revela ter um carinho especial por Parnarama e lá é recebido como um filho da terra.
Patrícia se vê envolvida na mesma aura e disse que vai lembrar com muito orgulho a forma como vem sendo recebida, destacando o carinho especial com o qual foi tratada em Matões. Ela destaca também que essa maratona que vem sendo realizada ao lado do deputado federal José Vieira tem sido um proveitoso trabalho de construção de novos amigos, amigos que ela espera que permanecem para sempre dentro do ciclo no qual o casal Vieira vive.

Justiça autoriza saída temporária de 230 apenados para a Semana Santa

Beneficiados devem deixar locais de prisão na manhã desta terça-feira (15).
Retorno deve acontecer até as 18h do dia 21 de abril.

Do G1 MA
A Justiça autorizou a saída temporária de 230 apenados no feriado da Semana Santa, segundo a Corregedoria Geral de Justiça do Maranhão. A medida foi autorizada por meio da portaria assinada pelas juízas Ana Maria Almeira Vieira e Sara Fernanda Gama, titular e auxiliar da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís, respectivamente.
Os beneficiados devem deixar seus locais de prisão na manhã desta terça-feira (15), após reunião onde são repassadas advertências, esclarecimentos complementares e assinatura de termo de compromisso pelos presos. O retorno deve acontecer até as 18h do dia 21 de abril.
A comunicação do retorno dos beneficiados e eventuais alterações devem ser comunicados pelos dirigentes de estabelecimentos prisionais à 1ª VEP até as 12h do dia 28 de abril.
Durante o período do benefício, os internos contemplados com a saída temporária não podem se ausentar do Estado, ingerir bebida alcoólica, portar armas, frequentar festas, bares ou similares, devendo se recolher às suas residências até as 20h.
De acordo com a portaria, os apenados estão autorizados a “visitar os familiares em comemoração à Semana Santa” com base na Lei de Execuções Penais (artigos 122 a 125). Na lista, estão os detentos que cumprem os seguintes requisitos: comportamento adequado, cumprimento mínimo de um sexto da pena se o condenado for primário, e um quarto se reincidente, compatibilidade do benefício com os objetivos da pena.
“Muitos deles estão cumprindo pena no regime semiaberto, mas têm outros processos em curso. Se, nesse ínterim, sair um mandado de prisão por condenação nesses processos, eles não têm direito ao benefício”, explicou a juíza Ana Maria Vieira.

Sobe para sete o número de presos mortos no Complexo de Pedrinhas

Corpo de detento foi achado enforcado na segunda-feira (14) em São Luís.
Secretaria pediu prorrogação de situação de emergência no Maranhão.

Do G1 MA
Um preso identificado como André Valber Mendes, de 26 anos – que cumpria pena pelo crime de assalto –, foi encontrado enforcado na noite de segunda-feira (14) no Pavilhão Delta do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Com mais essa morte no local, a terceira desde sábado (12), sobe para sete o número de óbitos na penitenciária este ano. Em todo o Maranhão, já são dez detentos mortos em 2014.
No dia 21 de março, a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) do estado pediu a prorrogação, por mais seis meses, do prazo da situação de emergência no sistema carcerário. Segundo a secretaria, apesar das medidas tomadas no último semestre, vários problemas ainda precisam ser solucionados. O Maranhão decretou emergência no sistema prisional em outubro do ano passado, diante de uma crise que começou com motins e rebeliões, agravando-se com as violentas mortes dentro dos presídios.

Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís (Foto: Divulgação/CNJ) 
Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís
(Foto: Divulgação/CNJ)
 
No último fim de semana, o detento Wesley Sousa Pereira, de 23 anos, foi achado sem vida no Presídio São Luís I, enquanto João Altair Oliveira Silva, de 18, morreu na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), ambas unidades prisionais do Complexo de Pedrinhas.
Outras mortes recentes foram registradas no Centro de Ressocialização de Presos de Santa Inês, na CCPJ do Anil e em uma cela do Presídio Jorge Vieira, no município de Timon, a 450 km de São Luís. De acordo com os dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), já passa de 60 o número de detentos assassinados em Pedrinhas desde o início de 2013.
Motim

Detentos iniciaram um motim, na manhã desta sexta-feira (11), no Pavilhão P da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Pedrinhas.
Segundo a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão, os presos não gostaram de uma revista feita por homens da Força Nacional. Não foi informado o que foi apreendido na revista.
Para controlar os presos, foram acionados homens da Força Nacional de Segurança, o Batalhão de Choque da Polícia Militar e o Grupo Especial de Operações Prisionais do sistema penitenciário. Bombas de efeio moral foram usadas.
De acordo com a secretaria, ninguém ficou ferido. Conforme informou o secretário Sebastião Uchôa, as revistas aos fins de semana e aos feriados vão continuar. O objetivo é evitar fugas e rebeliões nas unidades prisionais, segundo ele.
Diretor exonerado
Após a fuga de dez detentos do Presídio São Luís II, no Complexo de Pedrinhas, o diretor da unidade, Valdir Dias, foi exonerado do cargo no dia 4 de abril.
A fuga ocorreu na noite do dia 3 de abril, quando os presos, aproveitando uma permissão para lavar o pátio onde costumavam tomar sol, serraram a grade instalada no teto e fugiram com o uso de uma "teresa" (corda artesanal).

Relatório do Senado

Após violentas rebeliões no final de 2013, integrantes da Comissão de Direitos Humanos do Senado visitaram o Complexo de Pedrinhas em janeiro. A presidente da comissão, senadora Ana Rita (PT-ES), apresentou no dia 14 de março um relatório da visita, em que defendeu a realização de concursos para defensores públicos no estado, a fim de atenuar um dos principais problemas constatados durante a diligência: a superlotação e o convívio de presos provisórios com detentos já condenados.
O déficit de vagas nas unidades prisionais e nas delegacias do Maranhão, segundo dados apresentados no relatório, é de 2.554 vagas. Isso é agravado pelo fato de 70% dos funcionários que trabalham com os presos serem terceirizados. Além da contratação de mais agentes, a comissão defendeu a realização de mutirões carcerários com a ajuda de outros estados.
Para a presidente da comissão, o crime organizado no presídio está "fora do controle" do governo.
"Há presença de facções criminosas que têm o controle interno e ultrapassam os muros dos presídio fazendo articulações, promovendo rebeliões e colocando em risco a vida da população", disse Ana Rita. "O Estado realmente precisa ter controle sobre isso. O presídio não pode ficar sob o controle de grupos criminosos", completou a senadora.

Medidas

Em entrevista ao G1, a delegada-geral de Polícia Civil, Cristina Resende, afirmou que os crimes ocorridos no último fim de semana estão sob apuração da Delegacia de Homicídios de São Luís.
"As duas últimas [mortes] estamos investigando porque ainda não temos como afirmar se seriam indivíduos de facções diferentes. O indivíduo estava na cela que quis ficar, com a facção à qual pertencia. O de ontem [segunda-feira] foi retirado e pediu para voltar. Nos dois últimos crimes, serão indiciados todos os internos das celas onde os presos foram mortos, porque há indícios da participação de todos. Estamos investigando", destacou.
O secretário de Justiça e Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa, admitiu, em entrevista ao G1, que, mesmo após a transferência dos líderes das facções, novas lideranças estão comandando os grupos. "O Serviço de Inteligência da Polícia Civil já identificou outros braços dessas facções, que já estão sendo monitorados. Nos dois últimos casos, suspeitamos de brigas dentro de uma mesma facção, portanto, uma dissidência", disse.
Uchôa acrescentou que prefere aguardar o resultado das investigações para se pronunciar. "A secretaria entende que esse é um caso de polícia e está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios, que investiga se há ligacões entre os crimes ou se são casos isolados. Preferimos aguardar o resultado das investigações para saber se é, de fato, resultado de briga interna."

Em nota, a Sejap informou que a Delegacia de Homicídios está investigando a morte do detento registrada na segunda-feira. Veja o comunicado na íntegra:

"A Secretaria de Estado da Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informa que a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios, já investiga a morte do interno André Walber Mendes, de 26 anos, ocorrida na noite de segunda-feira (14), no Centro de Detenção Provisória (CDP) em Pedrinhas. O detento, que foi encontrado com sinais de enforcamento, cumpria pena pelo crime de assalto."
Complexo penitenciário de Pedrinhas (Foto: Reprodução/TV Mirante) 
Sete presos já morreram em 2014 no Complexo Penitenciário de Pedrinhas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Fechamento de hospital municipal em Bacabal provoca reclamações

Unidade de saúde foi desativada temporariamente para ampliação.
Com isso, Hospital Materno Infantil está sobrecarregado de atendimentos.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante
O fechamento  do Pronto Socorro municipal de Bacabal para reforma está causando muita reclamação. A população reclama da demora nos atendimentos de urgência e emergência que agora se concentram no hospital materno infantil da cidade. O Hospital Municipal Laura Vasconcelos foi desativado para reforma e adaptação que serão feitas pelo governo do estado para que passe a funcionar como hospital de alta complexidade.

Por conta da situação, as ambulâncias estão se acumulando em frente ao Hospital Materno Infantil, já que Bacabal atende também pacientes de mais 11 municípios da região. Com tanta gente para ser atendida, a espera pode demorar horas.

A pescadora Antônia Maria da Conceição disse que precisou ter muita paciência. "Eu cheguei de manhã e fiquei muito tempo procurando o resultado de um exame, mas não encontrei. Agora que fui encontrar", disse.

A secretária-adjunta de Saúde, Márcia Regina Souza, disse que a situação é temporária e que a população precisa entender. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, as obras devem começar nos próximos dias. A previsão de conclusão é de 10 meses.

Felipe ironiza gol impedido do Flamengo: ‘roubado é mais gostoso’


Rubro-negro considerou o título do Carioca deste ano um dos mais especiais de sua carreira




Do Terra
 
O gol de Márcio Araújo já nos acréscimos da final Flamengo 1 x 1 Vasco da Gama trouxe não só o título do Campeonato Carioca para o lado rubro-negro, mas uma lição que precisa ser compartilhada por todos os jogadores de futebol: respeito aos rivais.

Jogadores do Flamengo comemoram título do Campeonato Carioca diante do Vasco, no Maracanã. Foto: Julio Cesar Guimaraes / UOL
VASCO PERMANECE VICE Jogadores do Flamengo comemoram título do Campeonato Carioca diante
 do Vasco, no Maracanã. Foto: Julio Cesar Guimaraes / UOL

‘O que não queremos ver são os atletas no banco aos 30 minutos, xingando e fazendo gestos. Acho que isso não precisava. Pedimos tanto para não ter violência nos estádios, mas nós atletas precisamos mostrar que não queremos violência. O jogo só acaba quando o juiz apita. E três, quatro, cinco jogadores fazendo gestos para mim, para outros jogadores e para a torcida, não precisava’, desabafou o goleiro, que ainda ironizou seus rivais.
‘Então o castigo veio de avião, não veio nem a galope. Faz dez anos que o Vasco está disputando o Campeonato paulista por que não está disputando o carioca. Ele não ganha nunca. E agora vai ter que esperar mais um ano’, completou Felipe.
O jogador considerou o título do Carioca deste ano um dos mais especiais de sua carreira. E afirmou que o grupo não jogou metade do que poderia ter feito.
‘O Flamengo não jogou metade do que está acostumado. Viemos de um jogo difícil na quarta-feira (derrota para o León pela Copa Libertadores) e o Vasco teve a semana livre para descansar. Quase não demos chute no gol e conseguimos empatar. Isso aqui não é Vasco, isso aqui é Flamengo’, brincou o defensor rubro-negro.
Ao ser informado que Márcio Araújo estava impedido no lance, o goleiro afirmou, rindo: ‘roubado é mais gostoso ainda’.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Haverá algo de podre no reino do Maranhão?

10 de abril de 2014    |    às 10:50 pm    |    Postado por:     |    
dot Haverá algo de podre no reino do Maranhão?icardo Setti/Veja
Vejam quanta coisa esquisita anda acontecendo no Maranhão em relação às eleições de outubro.


edinho lobaoo 450x294 Haverá algo de podre no reino do Maranhão?Em primeiro lugar, o candidato dos Sarney à sucessão da governadora Roseana Sarney (PMDB), o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Luiz Fernando Silva, escolhido há meses pelo próprio senador José Sarney (PMDB-AP) e apoiado pela presidente Dilma e por Lula, decide desistir de concorrer.
Seu substituto, escolhido pelo clã, será o senador Lobão Filho (PMDB-MA), que na verdade é apenas o suplente em exercício do próprio pai, o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão.
Lobão Filho jamais teve um único voto na vida — os primeiros, disputará agora.
Ganhou de papai, de graça, uma cadeira no Senado da República, que já exerceu por mais de dois anos na legislatura passada, quando Edison Lobão foi ministro de Lula, e por outro ano e quatro meses na atual legislatura, período em que o genitor voltou ao cargo no governo Dilma.
Tudo graças à legislação imoral que permite aos candidatos ao Senado indicarem, como suplentes, a mulher, o marido, o pai, o irmão, o tio ou outros parentes, sem contar as indicações de financiadores de campanha, ricaços que na prática compram pedaços de mandato.
Um candidato escolhido há meses, que já estava em virtual campanha por todo o Estado, substituído por um noviço nas urnas? Hmmmm….
Mas tem mais: candidata tida como certa ao Senado, a governadora Roseana Sarney, na reta final, desistiu da corrida, anunciando que permanecerá no Palácio dos Leões até o final de seu mandato, a 1º de janeiro de 2015. Era tida como eleita, e importante para compor a base do governo Dilma no Senado, caso a presidente se reeleja em outubro.
Isso tudo num cenário em que o candidato que até agora lidera disparado as pesquisas de intenção de voto, Flávio Dino, ex-deputado do PCdoB — que, curiosamente, NÃO é apoiado pelos tradicionais aliados do PT — deixa claro que não estará com Dilma na campanha e já fechou acordo para ter, em seu palanque, os dois principais adversários da presidente: Aécio Neves, do PSDB, e Eduardo Campos, do PSB.
Haverá algo de podre no meio século de domínio quase ininterrupto do clã Sarney no Estado que está sempre disputando o campeonato dos piores indicadores de desenvolvimento humano do país?
Algo assim como uma derrota eleitoral à vista?

Do Blog Marrapá

Agentes descobrem túnel na CCPJ do bairro do Anil, em São Luís

11/04/2014 06h16 - Atualizado em 11/04/2014 06h16

Coordenação do presídio descobriu um túnel na cela 5 do pavilhão interno.
Não houve necessidade de transferência de presidiários para outra unidade.

Do G1, com informações de O Estado MA
Um túnel foi descoberto na Central de Custódia de Presos de Justiça do Anil (CCPJ), nessa quinta-feira (10). A coordenação do presídio descobriu um túnel na cela 5 do pavilhão interno e homens da Força Nacional e do Batalhão de Choque da PM foram acionados para evitar uma possível fuga.
A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informou que o túnel foi descoberto durante a vistoria diária feita pelos agentes penitenciários e monitores de uma empresa terceirizada que presta serviços nas unidades prisionais.
O Batalhão de Choque e a Força Nacional fizeram uma revista nas dependências do presídio mas não houve necessidade de transferência de presidiários para outra unidade.
No último dia 3, 10 detentos do Presídio São Luís II conseguiram fugir. Dois ficaram feridos quando tentaram pular a cerca do muro de proteção e foram recapturados. A direção da Secretaria Estadual de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informou que o diretor dessa casa de detenção, Valdir Dias, e o chefe de plantão foram exonerados dos cargos e dois vigilantes da empresa terceirizada, demitidos.

Após negativa de atendimento a PMs por Roseana, projeto de lei favorece militares do MA

Proposta é que ações da PM/MA sejam acompanhadas por ambulâncias, assegurando aos militares o direito à saúde emergencial




Atual7
 
Uma semana após a governadora Roseana Sarney (PMDB) negar atendimento pelo GTA a três policiais militares que ficaram gravemente feridos numa perseguição a assaltantes, o deputado estadual André Fufuca (PEN) ressaltou, na sessão desta quinta-feira (10), projeto de lei de sua autoria que dispõe sobre a defesa da vida de policiais militares que diariamente estão nas ruas combatendo a criminalidade.
A proposta é que todas as ações planejadas pela PM/MA sejam acompanhadas por ambulâncias, com profissionais qualificados, para assegurar aos militares o direito à saúde emergencial em casos de confronto com bandidos.

O autor do projeto de lei que favorece os militares do Maranhão. Foto:  JR Lisboa / Agência Assembleia
BENEFÍCIO AOS PMs O autor do projeto de lei que favorece os militares do Maranhão. Foto:
 JR Lisboa / Agência Assembleia

O projeto também visa atender aos moradores e trabalhadores que vivem nas áreas de conflito, já que, na maioria das vezes, em confronto com traficantes de drogas, troca de tiros acaba vitimando pessoas que nada têm a ver com a marginalidade.
- Eu espero que esse projeto seja aprovado para que esses policiais e os moradores das áreas afetadas tenham essa segurança. Acredito que a ambulância com profissionais qualificados irá evitar os óbitos e, consequentemente, melhorar o pós-vida e as morbidades em relação aos policiais e à população do Estado – ressaltou André Fufuca.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

“Não é mais Edinho, agora é Lobão Filho”, diz aliados


Por Luís Pablo Política
 
Os aliados da base governista não chamam mais o suplente de senador Edison Lobão Filho, de Edinho Lobão, como é mais conhecido.
O Edinho das festasEstes aliados tentam afastar a figura do Edinho Lobão de antes, que não é nada boa, para agora a do Lobão Filho. Para eles, aquele mesmo Edinho conhecido como playboy, baderneiro e festeiro, não existe mais. Além disso, eles sabem que o nome Edinho rima com 30 e é justamente isso que a oposição quer que fique.
Em todas as entrevistas e nas rodas de conversas dos governistas, eles se referem agora ao suplente de senador como Lobão Filho.
Alguns desses aliados, em conversa com o titular deste blog, chegaram até a fazer uma correção quando eu fui chamar o suplente de Edinho. E disseram: “não é mais Edinho, agora é Lobão Filho”. Até o slogan de campanha do pré-candidato os aliados disseram que já tem: “É Lobão!”
O difícil vai ser esses aliados transformar um Edinho em um paladino da moral e dos bons costumes. Só resta aguardar!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Deu no Portal do Veras: o povo de Bacabal abraça Patrícia e Zé Vieira



Bacabal - As imagens são de uma visita que o deputado federal Zé Vieira fez, acompanhado de sua esposa e pré-candidata a deputada estadual, Patricia Vieira (PROS), ao povo de Bacabal.
Por onde passavam, eram bem recebidos pelos feirantes do mercado da rodoviária.
Zé e Patricia Vieira ouviram atentamente as reclamações dos populares que não estão nada satisfeitos com a atual administração de Bacabal.
Vale lembrar que Zé Vieira é considerado o melhor prefeito que já passou pela cidade até o momento, prova disso é a recepção das pessoas por onde ele passa.
 
 
Do Blog do Abel Carvalho

Sarney diz a prefeitos e vereadores que não concorrerá à reeleição





foto Sarney 6Na presença de seis prefeitos e 15 vereadores do Estado do Amapá, o senador José Sarney (PMDB-AP), respondendo a um repórter sobre a sua candidatura ao Senado, disse que está com a idade muito avançada e que, por essa razão, não deve concorrer à reeleição, segundo o jornalista Chico Terra.
A reunião aconteceu ontem, 8, no seu gabinete em Brasilia, e foi a primeira vez que o senador maranhense falou claramente sobre o assunto. Até então, ele vinha tergiversando em função da situação política do seu estado, ou seja, o Maranhão. No Amapá, como no Maranhão, o desgaste político da família tem causado muita dor de cabeça e insônia ao outrora todo-poderoso chefe oligarca.
Sarney deu essa declaração em meio a uma reunião com os prefeitos e vereadores amapaenses que tinha como pauta debater questões sobre mineração e energia do Estado. Mesmo sendo assuntos de vital importância para a economia dos municípios, o senador não conseguiu levar a Brasília nem a metade do número de prefeitos municipais – o Amapá tem 16 municípios. Fato que depõe quanto à capacidade do ex-presidente da República em resolver problemas locais.
Considerando que Sarney falou sobre o assunto na presença de tantas testemunhas e para um repórter de uma emissora pertencente a Gilvam Borges – aliado de primeira hora do senador no Amapá –, tudo indica que ele [Sarney] já tenha definido a estratégia política em relação às eleições de 2014 e aproveitou a reunião para por em andamento o plano, no qual, aparentemente, o AP não é a prioridade número 1.
O posicionamento de Sarney fez acender a luz amarela para o grupo que rodeia o senador no Amapá. Ele funciona com elo que une os políticos, que hoje estão na oposição ao Governo do Estado, que formalmente pertencem a partidos diferentes, mas que, na verdade, atuam conjuntamente na política estadual.

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais