segunda-feira, 8 de maio de 2017

Deputados estaduais se posicionam favoráveis à causa dos sub judice do concurso da Polícia Militar


Deputado Sousa Neto na tribuna 
O assunto dos sub judice foi amplamente discutido na sessão da AL-MA no último dia 4
Deputados estaduais do Maranhão, na sessão plenária realizada na Assembleia Legislativa na última quinta-feira (4), voltaram a cobrar do Governo Flávio Dino (PCdoB) a convocação dos 1.432 candidatos sub judice  (concurso de 2012) da Polícia Militar.
“É inaceitável, nos dias de hoje, em que a sociedade clama por segurança pública, que o Governador ditador Flávio Dino queira fazer um novo concurso público para chamar 1.600 policiais, tendo 1.500 sub judice, prontos para o Curso de Formação. Todos trazem consigo uma história. São relatos emocionantes de pessoas que já gastaram o que não tinham, para chegarem até aqui; a grande maioria já realizou todas as etapas do certame e aguardam somente o CFSD (Curso de Formação de Soldado). A única coisa que eles querem é vestir a farda da Polícia Militar e defender a vida de cada um de nós. É uma guerra que nós entramos, e tenho certeza de que vamos vencê-la. Vamos para cima até o fim, enquanto vocês não vestirem a farda de vocês, não vamos recuar”, cobrou o deputado Souza Neto (PROS), sob aplausos dos candidatos que ocupavam a galeria da Assembleia.
Um número expressivo de sub judice (concurso da PM-MA de 2012) estavam presentes 
Não podemos esquecer que os mesmo que aí estão a espera do curso, têm os mesmos direitos que os que foram formados e nomeados no começo do ano, já que todos entraram de forma judicial; o governador Flavio Dino, como um Juiz e  representante deve a todo custo aplicar a isonomia perante todos os aprovados e de vez mostra a todos o seu principio de igualdade e justiça!
A sociedade está acompanhando de maneira positiva a caminhada dos sub judice, que terão mais uma reunião na Assembleia Legislativa com os deputados em busca de respostas do curso.
O deputado Sousa Neto falou da reunião da Comissão de Segurança da Casa, ocorrida durante a manhã, com a participação dos deputados Júnior Verde (Presidente) e Cabo Campos, em que ficou acertada para o dia 18 de maio, uma audiência pública com representantes da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Procuradoria do Estado, Ministério Público, Poder Judiciário e OAB, para tratar da questão. “É a última vez que eu vou a audiência pública de Segurança, até porque eu já marquei várias, e nenhum representante do Governo veio. Eles não gostam de desgastes. Estamos na luta, e dia 18, sairemos da audiência direto para alguma instância que resolva realmente o problema”.
Mais fotos em continua... 

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais