quarta-feira, 26 de abril de 2017

“Ele é que tem que provar que é inocente”, diz Roberto Rocha sobre Flávio Dino na Lava Jato

O senador Roberto Rocha (PSB) comentou nesta semana, em entrevista distribuída por sua assessoria (veja trechos em vídeo abaixo) a inclusão do nome do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) na Operação Lava Jato.

O socialista reiterou que não tem qualquer preocupação com as investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF), apesar de ter sido eleito na mesma chapa d comunista – e destacou que, no processo político, é Dino quem tem que provar que é inocente.

“Não tenho nenhuma dúvida de que nesse processo da Lava Jato nenhum inocente vai ser condenado e nenhum condenado vai ser inocentado. Mas esse é o processo judicial. Muitas vezes eu me preocupo com o processo político, porque inverte o ônus da prova: você é que tem que provar que é inocente. Então, ele agora é quem tem que provar que é inocente”, destacou.

Segundo Rocha, por ser oriundo do Judiciário, o governador tem dificuldades de lidar com o noticiário quando é acusado de irregularidades, como no caso da Lista de Fachin.

“O governador vem do Judiciário, acostumado a julgar. Ele não entende que ele mudou de lado. Ele agora é julgado, mas ele quer continuar julgando. Tanto que quando alguém aponta o dedo para ele, ele fica doido, com esse caso da Lava Jato”, completou.

Ainda na entrevista, ele voltou a fazer piada com o fato de sua preocupação com Lava Jato ser o local onde ele lava seu próprio carro.

“Se eu tenho alguma preocupação com Lava Jato é onde meu carro é lavado, só isso. E vejam que fizemos campanha juntos. Seria natural que eu estivesse envolvido. E por que eu não estou?”, questionou.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais