terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Depois de 11 meses e 1 semana Codó perde o tenente-coronel Jurandir de Sousa Braga


Depois de 11 meses e 1 semana, Codó perde o comandante Jurandir de  Sousa Braga para Bacabal.

Jurandir de Sousa Braga
Jurandir de Sousa Braga

Após o furo de reportagem do jornalista Francisco Oliveira, do blog correiocodoense, que anunciou que isso ocorreria,  por volta das 13h30min de ontem, 11,  realmente, o tenente-coronel recebeu o telefonema do comando geral da PM comunicando-lhe da mudança.

O blogdoacelio conversou por telefone com ele sobre a mudança. O tenente-coronel disse que passará a comandar 9 cidades, que fazem parte do 15º BPM, onde há mais recursos de logística e humano.

A ESCOLHA

Jurandir de Sousa Braga também falou um pouco sobre o que teria levado seu nome a ser escolhido pelo comandante-geral.

“Lá tem uma estrutura maior,  também não é isso que está me fazendo ir pra Bacabal. Teve um problema lá de desentendimento entre o comandante e a tropa e ele procurou um nome conciliatório, um nome que tenha ascendência sobre a tropa e que tenha uma boa influência, aí ele (comandante-geral) lembrou de mim que antes de ser oficial eu fui soldado por 6 anos e nos locais por onde eu passei sempre tive um bom relacionamento com as praças, nunca tive nenhum tipo de problema e ele me escalou pra ir pra lá”, disse

É DEFINITIVO

Ao contrário do que chegou a pensar, a mudança não é provisória. O tenente-coronel disse que já sentiu que ficará em Bacabal por tempo indeterminado.

“Não, não, não é provisório. Eu também pensei que fosse só enquanto se fazia um inquérito policial militar que era pra apurar a situação do outro comandante, mas ele me deixou bem claro que é pra eu assumir lá amanhã (nesta terça), que é urgente, e o que eu detectar lá  de problema que é pra eu conversar com ele pessoalmente significa que é pra eu assumir, construir meu status lá e trabalhar, dá prosseguimento ao trabalho lá”, afirmou

O comando-geral deixou claro que não há pressa em nomear um novo comandante do 17º BPM, Codó, que, até lá, ficará sob o comando do educado major Hudson Carneiro, que era  subcomandante na gestão de Jurandir.

VAI DEIXAR SAUDADES

O tenente-coronel Jurandir vinha desenvolvendo trabalho relevante no combate ao crime dentro de Codó. O único índice que não conseguiu melhorar neste período foi o de homicídios ( foram registrados 43 homicídios e 2 latrocínios em 2015).

Mais apreensão de armas de fogo, mais traficantes de drogas presos e até uma redução drástica no número de acidentes de trânsito irão no seu curriculum,  o que deixou a população de Codó um pouco infeliz com a notícia da transferência.

Além do mais, Jurandir Braga tinha excelente relacionamento com os integrantes da imprensa. Nunca fugia das perguntas da mídia ainda que o assunto não lhe favorecesse.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais