segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Com fim da greve, agências do INSS reabrem nesta semana

Segundo sindicato, retorno está marcado para quarta-feira (30).
Servidores aceitaram a proposta de aumento do governo: 10,8%.

Do G1, em São Paulo
Com o fim da greve dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), as agências serão reabertas nesta semana. De acordo com a federação nacional dos sindicatos dos trabalhadores (Fenasps), está marcado para quarta-feira (30) o retorno unificado ao trabalho.

De acordo com a entidade, a orientação é o retorno ao trabalho na quarta-feira, mas algumas agências podem reabrir apenas na quinta-feira. No entanto, o INSS informou que não há previsão de retorno até que seja assinado o termo de acordo que oficializa o fim da greve. O órgão diz que a assinatura depende das entidades de cada estado.

Agência do INSS anuncicava a greve dos peritos nesta sexta-feira (Foto: Wesley Justino/EPTV)Agências do INSS voltam a reabrir nesta semana  (Foto: Wesley Justino/EPTV)
 
Os servidores aceitaram a proposta de aumento do governo: 10,8%. Uma parte será paga em agosto do ano que vem, e outra em janeiro de 2017. Até sexta-feira (25), a situação já estava definida nos estados do AC, AL, AM, AP, DF, ES, GO, MA, PA, PB, PE, PI, SE e SP. Em CE e SC, os servidores já aprovaram o indicativo de fim da greve.

No entanto, alguns estados ainda fariam assembleia para definir e oficializar a retomada ao trabalho. É o caso de MT, RS e RR.

Segundo o sindicato que representa os funcionários, 15 milhões de pessoas deixaram de ser atendidas nesse período de paralisação.

Os funcionários pediam reajuste salarial de 27,5%, a incorporação das gratificações, 30 horas de trabalho semanal para todos os funcionários, realização de concurso público e melhoria das condições de trabalho.

Além dos servidores administrativos, os peritos do INSS também estão em greve em todo o país. A paralisação começou no último dia 4 e, segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos em Previdência Social, ainda não há previsão de fim do movimento.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais