ROSEANA-SARNEY-CARDOZO-2014-678.jpg-size-598O número de linchamentos aumentou durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). Com o menor efetivo de policiais militares do país foram registrados nove linchamentos com 10 mortes em 2013 e 15 linchamentos com 15 mortes em 2014. O aumento de mais de 66% dos casos é percebido através de relatórios da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e também dos casos noticiados na imprensa maranhense, divulgados ontem pelo Fantástico da Rede Globo.

Mesmo distante do governo, pode se dizer que Roseana é recordista nesta triste competição, que em 2015 já fez quatro vítimas fatais no Estado.

Nunca é demais lembrar que o jornal O Estado do Maranhão, de propriedade do clã Sarney, defendeu no início do mês passado o morticínio semelhante ao que os nazistas fizeram com os judeus para combater a criminalidade. O jornal ainda afirmou que faltam políticas ousadas de enfrentamento da violência.
Em recentes entrevistas do secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, sobre o caos herdado de vários anos no sistema de segurança, ele tem enumerado as ações do atual governo para aumentar o efetivo de policiais militares com a convocação de concursados de 2012, investimentos em equipamentos dos policiais, além das políticas públicas na área da educação e assistência social como uma forma macro de combate à criminalidade.