Por Nelson Melo (JP)

Durante o último fim de semana, compreendido entre a noite de sexta-feira (17) e madrugada de ontem (20), ocorreram doze casos de homicídios na Grande São Luís, segundo o portal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP/MA). Nesse período, repercutiram duas mortes de crianças, de 3 anos e 8 meses. Esta última teve a garganta perfurada com faca pelo próprio pai, no município de São José de Ribamar.

Willame Rafael Pereira da Silva, 16, foi a primeira vítima do fim de semana, que foi executado a tiros, por volta das 20h de sexta, na Vila Itamar, zona rural de São Luís. Pouco depois, mataram com disparos de arma de fogo Márcio da Silva Correa, 28, em outro bairro rural, Vila Cabral, que fica perto de Pedrinhas, às margens da BR-135. Antes, houve um latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou Anderson Nascimento Lisboa, 25, ocorrido na Aurora. Ele foi morto dentro da van que dirigia durante um assalto.

Na madrugada do dia seguinte, na Vila Kiola, em São José de Ribamar, uma menina de 8 meses, identificada como Maria Larissa de Sousa Lopes, foi morta a golpes de faca dentro de casa, pelo próprio pai, Gilmar Pereira Lopes. Este seria portador de esquizofrenia, conforme informações de populares. Porém, a Polícia Civil está investigando o caso. A criança levou uma perfuração na garganta, que quase foi degolada, sendo conduzida ao Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão 2), onde não resistiu. O suspeito foi preso e encaminhado para o Plantão da Cidade Operária, sendo em seguida levado para o Hospital Nina Rodrigues.

Logo depois do meio-dia, outra criança, Lorena Vitória Sales Sousa, de 3 anos, morreu de forma violenta, na Rua do Peixe, no Bairro da Alemanha. Cerca de cinco homens invadiram a casa onde estava a menina, e desferido vários disparos, que a atingiram. Segundo relatos colhidos pelo major Bayma, comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), os criminosos teriam ido ao imóvel para assassinar o pai dela, identificado como “Vitinho”, que seria um traficante da região. Contudo, ele correu, ao ouvir os tiros, que alvejaram sua filha.

Os cinco envolvidos no crime foram capturados horas depois, sendo reconhecidos como Maurício Marques, 23; Wilkson Richard Correa Alves, 22; Gilvan Silva Melo, 23; Matheus Henrique Maranhão Diniz, o “Perninha”, e Charles Ribeiro França, 25. Este teria guiado a motocicleta utilizada na fuga dos comparsas.

O próximo homicídio aconteceu, novamente, na Vila Kiola. Lá, desconhecidos executaram Josenilton Carvalho de Oliveira, 44. Também na cidade balneária, no Bairro da Maiobinha, homens em bicicletas mataram José Welbe Carvalho da Rocha, 33, que foi baleado em via pública.

No domingo, ocorreu um assassinato no Barreto, por volta de 1h, quando Arenilson Lopes Nascimento, 37, caiu morto ao ser esfaqueado. Já no fim da manhã, João Carlos Duarte Farias, 14, não resistiu ao ser alvejado no São Cristóvão. Perto das 16h, outra pessoa foi baleada e morta, no Jaracati, sendo identificada como Luís Carlos Costa, 43. Por fim, no Pão de Açúcar, em circunstâncias semelhantes, mataram Alexandre Pereira Costa, 20, que teve o óbito confirmado no hospital. Este caso aconteceu nesta segunda-feira, por volta das 3h.

Corpo de adolescente – Por volta das 17h de sábado, populares encontraram o corpo de Deyvison Sulivan Franco da Silva, 15, em uma área de mato localizado às margens da Praia da Guia, na Vila Nova, no eixo Itaqui-Bacanga. Uma equipe do Corpo de Bombeiros teve de ajudar na remoção do adolescente, pois o local era de difícil acesso. O delegado Jesus Chaves Pereira Júnior, do 5º Distrito Policial (DP), Anjo da Guarda, contou que, preliminarmente, observaram perfurações de arma de fogo na região da cabeça da vítima.

A mãe do rapaz, Ednalva Víctor Franco, 36, disse ao delegado que o filho estava desaparecido desde quinta-feira (16). Segundo o apurado até o momento, o garoto, ultimamente, estava se envolvendo com criminosos da Vila Nova, e, também passou a consumir entorpecentes.