quarta-feira, 10 de junho de 2015

Esperantinópolis: deputado relata desespero de policiais durante assalto

sousaO deputado estadual Sousa Neto (PTN) denunciou na sessão desta quarta-feira (10), que a explosão da agência do Banco do Brasil em Esperantinópolis ocorrida durante a madrugada  já era esperada pela polícia da região.

Durante o discurso, Sousa Neto leu mensagens trocadas por policiais em uma rede social. Durante as conversas, era visível o desespero dos mesmos pela falta de contingente suficiente para combater os bandidos.

“Reforço, por favor. 02:09: pessoal, serviço do banco ligou dizendo que tem oito homens que vão adentrar no banco. 02:10 da manhã: encapuçados; 02:12: onde?; 02:13: quantos PMs aí?; 02:13: é em Esperantinópolis que eles estão; 02:14: vixe, cara!; 02:14: Esperantinópolis?; 02:14 novamente: só tem eu e o Sargento aqui; 02:15 da manhã, escuta-se um palavrão do policial em desespero e eu não vou dizer o que ele falou. E mais 02:15 da manhã: são oito caras encapuzados; 02:15 da manhã: confirmado o QTC”, leu Sousa Neto um dos trechos de maior tensão das conversas.

O assalto à agência, aconteceu por volta de 1h45 da manhã, quando seis homens em três motocicletas fortemente armados arrombaram a agência do Banco do Brasil, explodiram os cofres e levaram aproximadamente 279 mil reais.  Na hora do assalto tinha apenas dois policiais no município contra seis bandidos fortemente armados.

Na delegacia de Esperantinópolis havia um delegado, mas, não havia viatura disponível. “Não estou aqui falando mal do policial militar e nem do Comando do Policiamento Militar, nem do coronel Alves, que é o comandante do policiamento, eu estou falando do planejamento da segurança pública que não existe, do contingente que não existe e eu eu peço aqui ao governador, saia desse mundo virtual e venha para a realidade para você ver como estão aqui as questões da nossa cidade, em nosso Estado do Maranhão”, pediu Sousa Neto.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais