quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Juiz Osmar: “O povo de Cajari merece respeito, como filho da terra não poderia me omitir”


Diante do terror que o Capitão Walteir tenta estabelecer na cidade de Cajari, Osmar Gomes vai representar formalmente o PM junto ao Comando da Polícia
08012014_0949
Cajariense da ‘gema’, o juiz de Direito Osmar Gomes dos Santos, há mais de 10 anos brinca carnaval na Cidade

Natural do Município de Cajari, localizado na região da baixada maranhense, o juiz de Direito Osmar Gomes dos Santos, diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís, e Juiz Eleitoral da 93º Zona Eleitoral que compreende os Município de Paço do Lumiar e Raposa, foi muito elogiado pela população cajariense nesse carnaval.

No último sábado 14/02, o capitão Walteir, da Polícia Militar, lotado no destacamento de Viana, se achando o dono da cidade, por ser cunhado do prefeito de Cajari e marido da futura candidata a prefeita, enfurecido, tentou retirar um trio elétrico de propriedade da esposa do magistrado que animava o carnaval na Praça Central.

Assim que tomou conhecimento da ato ditatorial do policial, o Juiz foi até o local, foi então o momento que travaram uma forte discussão.

Ao lado de capangas armados, o ditador de Cajari que não mora e nem trabalha na cidade, tentou estabelecer sua vontade como nos tempos da ditadura. O PM Walteir “ordenou” que o motorista desligasse o trio e saísse daquele local.

Osmar chegou no local perguntando o que o Policial Militar fazia ali, uma vez que não estava a serviço da polícia militar, e qual a irregularidade do trio tocar para a população em pleno carnaval. Após uma ríspida discussão com o capitão, que, no auge do bate-boca, posicionou-se com o dedo em riste no rosto do magistrado, os ânimos se acalmaram.

Mas antes, em meio à confusão, um cabo da PM identificado como Rocha, que acompanhava Walteir, tentou interferir e foi contido pelo juiz Osmar Gomes: “Não se meta nisso, porque você é bandido e o seu processo ainda não acabou”. Cabo Rocha responde em liberdade a um processo, de aproximadamente dez anos, sobre o assalto a uma agência dos Correios na região no qual um morador foi atingido à bala e ficou paraplégico.

O blog buscou contato junto ao Juiz Osmar Gomes que falou sobre o episódio: “Tenho residência em Cajari e há mais de 10 anos que minha família brinca o carnaval em nossa terra, nessa data aproveitamos para proporcionar alegria a população cajariense”, disse o Magistrado.

Osmar também explicou que vai representar formalmente os PM’s junto ao Comando da Polícia e ao próprio secretário de Segurança, diante do terror que Walteir tenta estabelecer na cidade.
“Nós cajarienses merecemos respeito, como filho da terra não poderia me omitir e deixar ele [PM] humilhar nossa gente.”, afirmou.

Após a discussão, o trio elétrico permaneceu na praça e continuou com o carnaval até a hora prevista para tocar. Já o Capitão da PM e seus capangas saíram vaiados pelos populares de Cajari.

Do Blog do Domingos Costa

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais