segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Delegado é transferido após prender aliado do Governo em Coroatá

O ex-deputado Ricardo Murad (PMDB) denunciou hoje (23) que o delegado Samuel Morita foi transferido da Comarca de Coroatá depois de efetuar a prisão de Císio Janus, indicado pelo Governo do Estado como diretor do Hospital Macrorregional da cidade.

Janus foi conduzido à delegacia por falta de pagamento de pensão alimentícia, na semana passada. O delegado cumpria decisão judicial.
samuel 
Logo depois disso, coincidentemente, surgiram as primeiras notícias de que Morita (foto ao lado) seria transferido.

A notícia provocou revolta na população local, o que levou o superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Dicival da Silva, a conceder entrevista garantindo a permanência do colega delegado em Coroatá.

“Ele não será devolvido. Ele ficará à frente da Delegacia de Coroatá. Salvo engano, ele está há um ano, executando um bom trabalho e, nesse primeiro momento, ele continuará fazendo o trabalho dele na Delegacia de Coroatá”, declarou o superintendente (veja vídeo acima).

Mas, segundo Ricardo Murad, a transferência foi oficializada dias depois.

“O delegado Samuel Morita é mais uma vítima dessa vingança sem propósito. Não podemos voltar ao tempo em que delegado de polícia não tinha estabilidade e era um simples pau mandado do chefe político. É inimaginável, mas é o que estamos presenciando”, disse ele, por meios de suas contas pessoais nas redes sociais.

Outro lado

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) confirmou a transferência do delegado, mas garantiu que não se tratou de retaliação.

“O delegado Samuel Antônio Morita, atual titular da Delegacia de Coroatá, assumirá a 2ª Delegacia Regional de Itapecuru. Morita substituirá o delegado Sidney Oliveira de Sousa, que está à disposição da Delegacia Geral, após outra transferência e promoção”, diz o comunicado.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais