quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Justiça recebe inquérito sobre morte de cinegrafista em Imperatriz

Segundo o delegado responsável pelo caso, Assis Ramos, não há duvida da participação do policial Jean dos Reis Apinajé no crime


Publicação: 18/12/2014 10:10 Atualização: 18/12/2014 10:20
 

O inquérito que está investigando a morte do cinegrafista José de Ribamar Carvalho Filho, assassinado no dia 29 de novembro, em Imperatriz, já foi encaminhado à Justiça nesta quarta-feira (17). Segundo o delegado responsável pelo caso, Assis Ramos, não há duvida da participação do policial Jean dos Reis Apinajé no crime.

Até agora já foram ouvidas dez testemunhas que confiramaram a autoria do crime como sendo do policial. A perícia realizada e imagens colhidas próximas ao local do crime também reforçam a pariticpação do policial na ação, segundo ainda afirmou o delegado.

Em depoimento, Jean dos Reis se disse inocente e que não se lembra de nada no dia do crime, mas admitiu ter ingerido drogas na noite em que o cinegrafista foi morto. Ele foi transferido para o quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão, em São Luís.

Entenda o caso


O cinegrafista José de Ribamar Carvalho Filho estava em um bar, quando foi alvejado com cinco tiros. A vítima foi levada para o hospital, o cinegrafista de 48 anos de idade, não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

José de Ribamar, que era conhecido como 'Carvalho' no meio da imprensa, era produtor e cinegrafista de um programa policial independente, exibido no canal 21.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais