filho-alberto1

A população da cidade Bacabal tem a característica de votar em candidatos da cidade. Em 2010, o município assistiu dois deputados federais e um estadual se elegerem e ainda um terceiro deputado federal assumir o mandato 2 anos depois.

Exatos 79,53% dos votos válidos para Federal contribuíram para a eleição dos Deputados Zé Vieira (43%) e Alberto Filho (36%). Para Deputado Estadual, mais de 56% dos votos válidos foram para candidatos da cidade, sendo Carlinhos Florêncio o mais votado, com 25% dos votos válidos. Os outros 31% dados a candidatos de Bacabal serviram para eleger candidatos que a maioria da população nem imagina quem seja.

Hoje a situação continua quase igual, ou seja, a população quer votar em gente de Bacabal, mas dificilmente vai ver o mesmo resultado de 2010. O fato é que a maioria dos candidatos faz campanha na cidade apenas visando manter grupo político ou projeção política para 2016.

Para Deputado Federal temos a candidatura do filho do prefeito de Bacabal, Alberto Filho, candidatura do filho do Senador João Alberto, João Marcelo, candidatura do filho do Deputado Carlinhos Florêncio, vereador Florêncio Neto, candidatura da mulher do ex-Prefeito Lisboa, Jamile, candidatura do Dr. José Carlos, a candidatura do suplente de vereador Ilton Viana, além da candidatura do deputado federal Simplício Araújo.

Problema é que ao contrário de 2010, onde praticamente 80% dos votos serviram para ajudar na eleição dos deputados federais Zé Vieira e Alberto Filho, agora em 2014, pela análise das candidaturas postulantes, Bacabal pode jogar fora 80% dos votos válidos, pois a maioria das candidaturas é mero balão de ensaio para 2016 e existe uma disputa entre o deputado federal Alberto Filho e o filho do Senador João Alberto pelos mesmos colégios eleitorais, o que pode levar à derrota as duas candidaturas.

Portanto, Bacabal que hoje tem 3 políticos da cidade na Câmara Federal pode perder totalmente a representatividade naquela Casa a partir de 2015, pois a maioria dos candidatos só faz política em Bacabal e não possui outros colégios eleitorais para alcançar os 70 mil votos estimados para pleitear uma vaga em Brasília.

Cabe saber a opinião da população sobre a atual situação, o que querem os políticos de Bacabal é o mesmo que a população quer? A população vai votar em 2014 para escolher deputado federal ou para dar dianteira a quem quer concorrer à prefeitura em 2016?