terça-feira, 2 de setembro de 2014

Quem manda no município? o prefeito, a mulher dele ou os filhos?

Publicada em 02/09/2014 às 11:31:54
Pense num município em que os cidadãos votaram em uma pessoa para prefeito mas, de fato, a Administração é feita por outras.
Pense num município que se constituiu num paraíso para uma família que retalhou a máquina administrativa em vários segmentos, de forma que cada membro da família fique responsável por um setor.
Se o leitor pensou talvez tenha chegado a mais de uma resposta. Mas se dissermos que há um município com essas características e que isso resulta em tremendo prejuízo para a população, o universo das possibilidades se restringe. Se dissermos que essa cidade centenária fica encravada no interior do Maranhão, talvez o leitor consiga apontar São Luis Gonzaga como a cidade onde tudo pode acontecer.
Se você, caro leitor, apostou nesse nome não errou. Quem errou mesmo foram os 6.083 eleitores que votaram no médico Emanoel Carvalho para prefeito da cidade. É o segundo mandato consecutivo de Emanoel.
A missão de administrar, delegada pelo povo nas urnas, ele exerce pouco. E não é de hoje (releia). Quem manda de fato é a senhora Maria José, esposa do prefeito que também já foi prefeita, mas não tem condições de ser candidata por ser ficha-suja. Os filhos cresceram e também compartilham do gosto pela gestão pública. É uma legítima empresa familiar.
O pior é que o Município também está coma ficha-suja. Inadimplente com órgãos do Governo Federal, não pode pleitear recursos. Não pode receber emendas. E quem disse isso, com todas as letras foi o deputado federal Alberto Filho. Em recente evento público realizado em São Luis Gonzaga ele disse que lutou muito para conseguir destinar uma emenda para construção do cais na cidade, não conseguiu por conta da inadimplência. É do parlamentar peemedebista a pergunta que dá titulo a esse post.
Nesses casos em que se transforma uma cidade em um pequeno feudo, não há nada que não possa piorar. É o caso da inadimplência, que poderia ser sanada mas que o prefeito Emanoel Carvalho não pode fazer nada, porque teria sido gerada na época que a sua esposa foi prefeita da cidade. São pecados antigos, que até hoje penalizam o pobre povo de São Luis Gonzaga.
Se tivesse sido liberada a emenda, 1 milhão de reais teriam sido usados para a obra. Sem dúvida uma considerável injeção de dinheiro num munícpio tão carente.

Do Blog do Louremar Fernandes

1 comentários:

  1. Vocês precisam saber de São Vicente Férrer, mandam os filhos, motorista, segurança, cozinheira, varredor de rua, só Aia não manda.

    ResponderExcluir

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais