quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Patrícia Vieira pode ser a mulher mais jovem a assumir uma cadeira na assembleia legislativa do Maranhão

O bom desempenho apresentado na pré-campanha e o forte trabalho realizado nesses primeiros dias de campanha pela jovem tesoureira do PROS – Ma, Patrícia Flávia Braga Vieira, 29, ou simplesmente Patrícia Vieira, vem chamando a atenção de todos e a credenciando a vir a ocupar uma das 42 cadeiras quem formam o legislativo maranhense. O nome de Patrícia aparece sempre com destaque em todos os levantamentos que são feitos pelos mais diversos institutos de pesquisa e nas hipotéticas projeções que são realizadas nos mais variados comitês e por balizados e experientes analistas das mais distintas matizes e seguimentos políticos.


Esse bom desempenho já é admitido, assim como a sua provável eleição, até mesmo pelos seus mais tenazes e ferrenhos adversários, principalmente na cidade de Bacabal, seu principal reduto, e onde a sua coordenação de campanha espera que a jovem empresária seja a candidata mais bem votada.
Mesmo admitindo essa possibilidade como um fato a se realizar, os adversários de Patrícia Vieira tentam justificar o desempenho apresentado evocando como base a força política do seu marido, o deputado federal José Vieira Lins. Detentor de dois mandatos como deputado federal e eleito e reeleito prefeito de Bacabal, Vieira ainda exerce a função de uma espécie de última réstia de esperança para muitos bacabalenses. Seus dois mandatos como prefeito ainda hoje são lembrados e ele é considerado o melhor prefeito de toda a história do município.
A coordenação de campanha de Patrícia Vieira reconhece a força política do ex-prefeito e também trabalha essa força como a sua principal base eleitoral. Porém os coordenadores procuram mostram que Patrícia, mesmo sendo Vieira, tem vida própria, brilho pessoal e seu próprio carisma. Usam como argumentação os 17 mil votos que ela conseguiu quando foi obrigada a substituir o nome do marido como candidata a prefeita de Bacabal no último pleito.
Vão além, e lembram o fato que vem passando despercebido pela grande maioria. Antes de se tornar Vieira, Patrícia já carregava o sobrenome Braga. Ela é filha do empresário Braga, proprietário da empresa de transporte Uirapuru. A empresa era dona da concessão das linhas para os municípios de Zé Doca, Arame, Coroatá e outras cidades do estado. O conhecido Braga da Uirapuru foi candidato a vereador por duas vezes em Bacabal, nos anos de 1988 e 1992. Ele era um dos principais esteios que sustentavam o nome do ex-deputado estadual Bete Lago, eleito por Bacabal duas vezes, e um dos principais nomes da história política contemporânea do município.
Para os coordenadores da campanha de Patrícia Vieira a sua verve política é inata e a própria Patrícia a vem lapidando com o tempo. Esse processo começou ao, ainda muito jovem acompanhar de perto o trabalho político que o pai realizava e teve continuidade com o casamento e consolida hoje com o labor diário ao lado do marido, o deputado federal José Vieira Lins.
Se tudo o que for planejado por sua coordenação obtiver o resultado esperado Patrícia Flávia Braga Vieira, aos 29 anos, deve ser tornar em outro próximo a mais jovem mulher a se eleger deputada estadual pelo estado do Maranhão.
 
Do Blog do Abel Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais