segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Após definir nome de Marina, PSB quer vice na chapa com perfil socialista

Partido procura entre os filiados quem tenha tradição e identidade dentro da legenda. Os deputados federais Beto Albuquerque (RS) e Júlio Delgado (MG) estão entre os favoritos


Correio Braziliense

Publicação: 16/08/2014 09:01


 
Praticamente definido o nome de Marina Silva como cabeça de chapa na corrida presidencial, o PSB se concentra agora no debate sobre quem será o vice. Embora façam pressão para que a ex-senadora “abrace o PSB” como seu partido, os socialistas querem reforçar na vice a identidade da legenda. Assim, procuram um nome para acompanhar a “sonhática” que tenha tradição no partido e perfil político semelhante ao de Eduardo Campos. Com base nesses parâmetros, os nomes mais fortes são os dos deputados federais Beto Albuquerque (RS) e Júlio Delgado (MG).

Alguns dos principais caciques da legenda têm apontado como o nome mais forte até o momento o de Albuquerque. Ontem, as principais lideranças socialistas se reuniram, às 20h, no hotel Green Place, na Vila Mariana, em São Paulo. Na reunião, o presidente do PSB, Roberto Amaral, repassou o teor da conversa que teve à tarde com Marina Silva, em São Paulo, ao lado do secretário-geral da legenda, Carlos Siqueira. A escolha do vice e os rumos da campanha também foram discutidos no encontro.

Ideais
Líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque está no partido desde 1986, antes mesmo de Eduardo Campos, que entrou para os quadros da legenda em 1990. Além disso, ele era bastante próximo do ex-governador de Pernambuco e defende as ideias dele. “Não estou reivindicando nada. Meu papel, como irmão de Eduardo há 24 anos, é garantir o processo para que o legado dele seja mantido por inteiro. Estive muito intensamente com ele”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais