quinta-feira, 5 de junho de 2014

PROS Mulher abre campanha de filiação no Maranhão

“Chegar a Assembleia Legislativa do Estado é uma meta, mas o engrandecimento do meu partido no Maranhão é o meu objetivo maior.” A declaração foi feita pela presidenta do PROS Mulher no Maranhão, Patrícia Vieira, ao abrir mais uma campanha de filiação de mulheres ao núcleo da legenda no estado. Patrícia Vieira, que também acumula a função de tesoureira do diretório regional do PROS está convidando a todas as mulheres de todas as cidades onde o partido já está instalado para engrossarem fileiras com o PROS Mulher.
Em todas as campanhas de rádio e TV das quais ela foi a protagonista em nome do partido, Patrícia Vieira exortou as mulheres do Maranhão a participar e a entrar na política. Nessas campanhas ela mostrou a importância da participação feminina nesse segmento. Agora ela estende esse convite com a realização da campanha de filiação em todo o estado.
A importância da Mulher na política
 
A Jovem presidenta do PROS Mulher no Maranhão destaca que “democracia é participação política e representação social. Como podemos dizer, então, que exercemos a plena democracia, se as mulheres, que são 51% da população e do eleitorado brasileiro, ocuparam menos de 12% dos 1.681 cargos políticos disputados nas últimas eleições?”
Patrícia reconhece que na sua jornada, muitas vezes tripla de trabalhadora, mãe e dona de casa, a mulher lida de perto com todas as questões sociais brasileiras. A educação dos filhos, o orçamento para as compras do mês, os juros das compras a prazo, a saúde, a preocupação com a violência, o desemprego próprio, do marido, do filho, do irmão... e, com sensibilidade e dedicação, elas vão encontrando as soluções para dar conta da vida.
Mas lembra de que é preciso fazer representar esse olhar feminino do mundo. É preciso fazer valer a experiência feminina de gestão dos problemas cotidianos. A presença das mulheres no espaço público tem quebrado preconceitos e promovido profundas mudanças nas relações domésticas e sociais. É dessa forma que entendemos que as mulheres têm uma importante contribuição para dar à política.
Hoje, as mulheres representam metade do eleitorado no Brasil. Entretanto,
elas permanecem minoria absoluta no Parlamento, no Executivo e no Judiciário, apesar da existência de cotas previstas em lei. As câmaras municipais, as prefeituras, os governos e as assembleias legislativas precisam da força e da capacidade administrativa das nossas cidadãs.
Patrícia Vieira exorta as companheiras lembrando que não é mais possível que um mundo em que homens e mulheres compartilham as responsabilidades, os custos e os benefícios da modernidade seja governado apenas pelos homens. Por isso, mais do que um direito, garantir a presença da mulher na vida pública política é um dever e um compromisso que a sociedade assume com o desenvolvimento social e com a melhoria das condições de vida.

Do Blog do Abel Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais