sexta-feira, 20 de junho de 2014

Prefeitura de São Mateus já realizou 41 contratos sem licitação que superam R$ 4 milhões

Prefeito Miltinho gosta mesmo é de contratar sem licitação

892042_312652615528527_1839844195_oDesde que assumiu a Prefeitura de São Mateus, o Prefeito Hamilton Nogueira Aragão, o Miltinho Aragão (PSB), realizou dezenas e mais dezenas de contratos com inúmeras empresas para fornecimento e prestação de serviço à administração municipal.
No período de um ano e meio de mandato, Miltinho Aragão vem agindo de forma no mínimo suspeita. Um número considerável das empresas que prestam serviço para a Prefeitura, não passaram pela peneira do processo licitatório, foram contratadas a gosto do Prefeito, que deve ter usado critérios puramente políticos, ferindo assim, os princípios da administração pública.
Diário Oficial do dia 26 de fevereiro de 2013, mostra que o gestor realizou 11 (onze) contratos  com dispensa de licitação emergencial que somam R$ 1.619.606,38 (um milhão, seiscentos e dezenove mil seiscentos e seis reais e trinta e oito centavos).
A edição do Diário Oficial do dia 26 de agosto de 2013, trás mais um extrato de contrato, desta vez, tipo carta convite no valor de R$ 73.650,00. Em setembro do mesmo ano, o mandatário da Cidade realizou nada mais que 12 (doze), contratos também sem processo licitatório, que juntos custaram aos cofres públicos R$ 1.720.841,18 (um milhão setecentos e vinte mil, oitocentos e quarenta e um mil e dezoito centavos), conforme publicação do D.O de 13 de setembro.
Ainda no mês de outubro do ano passado, a Prefeitura de São Mateus selou 15(quinze) contratos que acumulam a bolada de R$ 374.220.70 (trezentos e setenta e quatro mil, duzentos e vinte reais e setenta centavos). E em março de 2014, outros dois contratos, um no valor de 144.472,58 (cento e quarenta e quatro mil, quatrocentos e setenta e dois reais e cinquenta e oito centavos) justificando dispensa de licitação por pequeno valor, e outro no valor de R$ 293.309.50 (duzentos e noventa e três mil, trezentos e nove reais e cinquenta centavos) por inexibilidade de licitação.
Incluindo as dispensas de licitações; cartas convite; dispensas emergenciais; dispensas desertas; dispensa por pequeno valor; inexigibilidade e chamada pública, a lista enorme de contatos chega a 41 (quarenta e um). E a soma generosa dos valores equivalente as contratações sem concorrência, alcança R$ 4.196.100,34 (quatro milhões, cento e noventa e seis mil, cem reais e trinta e quatro centavos).

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais