quarta-feira, 28 de maio de 2014

Sem acordo, rodoviários mantêm greve do transporte público

A greve continua com 100% da frota paralisada nesta quarta-feira (28).

Anderson França / Imirante.com
27/05/2014 às 20h56 - Atualizado em 28/05/2014 às 08h40

SÃO LUÍS - A reunião entre os trabalhadores rodoviários e empresários chegou ao fim agora há pouco, às 20h, sem negociação. A greve continua com 100% da frota paralisada nesta quarta-feira (28). Durante a tarde de hoje (27), representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) e do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET) estiveram reunidos para decidir sobre os rumos da greve.
Foto: Biné Morais / O Estado.
A reunião foi realizada na Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), no bairro do Ipase, e contou, também, com a participação de representantes do Ministério Público, Procon, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA) e entidades estudantis.
De acordo com informações do secretário administrativo do Sttrema, Isaías Castelo Branco, os trabalhadores rodoviários sugeriram adequação do reajuste salarial para 11%. Anteriormente, a classe exigia 16% de aumento salarial.
Foto: Diego Torres/Imirante.com.
 
Em oposição, o SET alegou que não há possibilidade de garantir o aumento salarial para os trabalhadores em função dos prejuízos que os empresários do setor têm. Durante a reunião, representantes do SET apresentaram dados que apontam que o setor tem R$ 7 milhões em déficit.
O Município, em parceria com o Estado, propuseram aos empresários a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços). A Prefeitura propôs, também, a implantação de reconhecimento biométrico facial nas catracas dos coletivos para evitar fraude no sistema de bilhetagem eletrônica de meia-passagem e gratuidade.
Com a manutenção da greve, representantes das entidades sindicais e do Município irão avaliar as propostas colocadas em negociação na reunião de hoje e, amanhã (28), uma nova rodada de negociações ocorrerá para, mais uma vez, definir a situação do funcionamento do transporte público da capital.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais