Na entrevista concedida à rádio Mirante AM, no último dia 7, Edinho Lobão (PMDB) anunciou que tinha acertado com a governadora Roseana Sarney (PMDB) uma série de mudanças na administração estadual que beneficiariam sua pré-candidatura. Roseana, até o momento, não cumpriu os acertos.

lobao1O senador disse aos repórteres do Sistema Mirante, sempre em primeira pessoa, que tirou o advogado criminalista da família Lobão, Márcio Coutinho, da disputa eleitoral (ele seria candidato a deputado federal) para ocupar secretaria de Articulação Política em substituição a Ricardo Archer Filho, já exonerado.
Também revelou que tirou da corrida eleitoral o advogado Fredson Fróz, irmão do desembargador e presidente do TRE, Fróz Sobrinho, para nomeá-lo na Secretaria das Cidades (Secid); anunciou também o senador João Alberto (PMDB) como secretário de Projetos Especiais; e a substituição de Sebastião Uchôa (Administração Penitenciária) por “um cara de fora, do governo de Minas Gerais”.
Na oportunidade, o filho de Lobão reclamou de uma mesma pessoa ocupar duas pastas, “um ponto de fragilidade” dele “como candidato” “numa época complicada”. “Ricardo Murad, que é secretário de Saúde e secretário de Segurança é algo que não dá pra entender”, reclamou Edinho, para anunciar a substituição de Murad por “um delegado que foi unanimidade em todo o sistema de segurança”, e João Bringel (Educação) por Danilo Furtado.
As mudanças anunciadas por Edinho Lobão viraram matéria do jornal “O Estado do Maranhão” na segunda-feira seguinte, dia 12 de maio. Com ela, o desmentido de Roseana: “Ainda não falarei sobre nomes, mas vamos concluir já na segunda-feira [12 de maio] a nossa reforma administrativa. Estamos fechando as mudanças”.
Doze dias se passaram desde a reforma anunciada por Edinho. Uma semana faz que Roseana anunciou a reforma pra “hoje”. Só uma mudança foi efetivada: o delegado Marcos Afonso Júnior, que ocupava o cargo subdelegado-geral da Polícia Civil assumiu a Secretária de Segurança Pública.
Neste final de semana “O Estado do Maranhão” informou que João Alberto desistiu de se licenciar do mandato para assumir a Secretaria Extraordinária de Projetos Especiais. A desistência revela que as mudanças anunciadas por Edinho não passaram de bravatas, que rechearam a entrevista.
E trouxe de volta a tese que Edinho poderá ser substituído por João Alberto.