terça-feira, 8 de abril de 2014

Indicação de ‘sem votos’ aponta para raspa nos cofres públicos do MA até dezembro

Filho do ministro de Minas e Energia será candidato apenas para manter palanque para Dilma no Maranhão



Fim de um império. A indicação do sem votos Edison Lobão Filho, o Edinho (PMDB), como substituto do ex-pré-candidato oficial do Clã Sarney aponta para um raspa nos cofres públicos do Maranhão até o último dia de dezembro deste ano, quando Roseana Sarney passará a faixa para o novo governador, que provavelmente deve ser, agora, o comunista Flávio Dino.

O sem votos Edinho Lobão, que seguiu as ordens do pai & cia, após a desistência de Luis Fernando Silva. Foto: Reprodução
CANDIDATO-TABELA O sem votos Edinho Lobão, que seguiu as ordens do pai & cia, após a desistência de Luis Fernando Silva. Foto: Reprodução

Conhecido na capital e pelo interior do estado apenas por envolvimento em atos de corrupção, Edinho foi elevado ao pleito estadual após o ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, desistir da disputa por não aceitar os caprichos de Roseana e família, que pretendiam dar continuísmo as desmandos que colocaram o Maranhão como um dos estados mais pobres do País. Sabedores de que não há no grupo algum nome competitivo que pudesse substituir Luis, o Clã Sarney decidiu, em uma reunião que contou com a presença de José Sarney, Ricardo Murad, João Alberto e Edison Lobão, que o nome do filho do ministro de Minas e Energia é o que melhor se encaixa no perfil de obediência ao que determina os caciques. Com a iminente derrota, a ideia é raspar até o último centavo do que sobrou do já amassado cofre público.
Sem votos, Edinho teve seu nome lançado apenas para que os Sarneys pudessem ter um palaque para a presidente Dilma Roussef no Maranhão. O novo plano, porém, pode ser frustado nos próximos dias, com o fechamento entre o PT e o PCdoB, devido às chances agora reais de Dino levar a eleição ainda no 1º turno.

Leia também:

Em vitória de Edinho, Paulinha Lobão será a primeira-dama do Maranhão
Desistência de Luis Fernando decreta vitória de Flávio Dino no 1º turno

Também de olho nos cofres do Estado, duas dezenas de deputados governistas iniciaram, desde o final da noite de domingo (6), uma nova chantagem contra o Clã, que é a substituição de Edinho pelo nome do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo.
Os parlamentares tem em Melo a única esperança de também continuarem a faturar com emendas e outros recursos que sustentam há décadas suas bases eleitorais, já que a maioria pertence à oligarquias que comandam prefeituras do interior do Maranhão.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais