quinta-feira, 3 de abril de 2014

A decadência e isolamento do grupo Sarney


03 de abril de 2014    |    às 8:00 am    |    Postado por:     |    

palacio dos leos A decadência e isolamento do grupo Sarney
Palácio dos Leões blindado há 10 meses para manter-se distante do povo.
Uma foto tirada hoje revela uma terrível imagem do grupo Sarney, nitidamente exaurido após 49 anos de poder. O Palácio dos Leões vive cercado com grades, pois toda hora os seus ocupantes ficam sobressaltados com protestos populares. A insegurança da população é enorme. Policiais estão sendo assassinados nas ruas; ontem houve assaltos em shoppings; até arrastão já houve no aeroporto, na noite da última segunda-feira.
O quadro no Complexo Penitenciário de Pedrinhas é de permanente descontrole. Todas as semanas presos “aparecem” mortos e um enorme contingente de policiais, que deveria estar nas ruas, tenta manter o mínimo de estabilidade. Organismos nacionais e internacionais acompanham o caso e responsabilizam a governadora Roseana Sarney pelo caos. Repetindo o mesmo erro cometido pelo senador Sarney em entrevista concedida em dezembro, a governadora diz que não está preocupada com “bandidos”, esquecendo que esses bandidos comandam o crime organizado e o tráfico de drogas.
Na saúde, o secretário Ricardo Murad produziu um dos maiores desastres administrativos da história do Maranhão. Os tais 72 hospitais não saíram do papel. Legiões de maranhenses sofrem todos os dias em ambulâncias e em hospitais de outros Estados, a exemplo do Piauí.
Enfim, sobra pouca coisa de pé do tal “melhor governo da vida” de Roseana.  Hoje faltam menos de 48 horas para Roseana Sarney Murad dizer o que fará: se fica ou sai do governo. A pressão sobre ela é gigantesca, vinda do pai, dos irmãos, dos sobrinhos. Todos exigem que ela dispute o Senado, para o bem e em nome dos bens da “famiglia”.
Nesse contexto de total desorientação, resta a Luís Fernando – empacado nas pesquisas – comparecer a eventos esvaziados, que ocorrem em minúsculas tendas, contando somente com a companhia de obscuros secretários, que berram impropérios para ninguém. Um desses acompanhantes de Luís Fernando não consegue vencer eleição nem em Cantanhede, mas está encarregado de “alavancar” o insosso candidato. É claro que a chance de dar certo é zero.
Para completar, anuncia-se um “novo” secretariado que é o coroamento da incompetência e da inércia administrativa. A verdade é que ninguém quer queimar o seu currículo sendo secretário de Estado em momento tão triste.
Por essas e outras é que o mundo político, de norte a sul, enxerga cada vez mais nitidamente a derrota eleitoral do grupo Sarney. E só faltam 25 semanas…

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais