quarta-feira, 12 de março de 2014

O ex-vaqueiro só é nepote como gestor

Na última quinta-feira, 6, eu escrevi um pequeno artigo que tinha a seguinte manchete... Exagerado: prefeito José Alberto Oliveira Veloso é nepote até em concurso de bloco de sujo.
 
Eu errei e peço desculpas ao prefeito e a você que está lendo esse artigo. O prefeito José Alberto Oliveira Veloso só é nepote com relação ao emprego de parentes e aderentes dentro do quadro de funcionários da prefeitura municipal de Bacaba. Ele, a esposa e uma das filhas não participaram, como julgadores, do concurso de blocos de sujos promovido pela prefeitura municipal de Bacabal como eu erroneamente noticiei.
Alberto Barros: bonitinho, mas ausente e mal pagador.
Mas o meu erro tem uma origem e justificativa: o ausente e mal pagador assessor de comunicação da prefeitura municipal de Bacabal, senhor que aqui se apresenta como jornalista e radialista Alberto Barros.
Barros é o responsável pelo conteúdo de uma matéria postada no site oficial da prefeitura municipal de Bacabal da qual eu destaco esse parágrafo, inclusive com os erros gráficos e semânticos: 

"...Mas foi o Bloco Trifolia que mexeu com o público e o Corpo de Jurados que foi compostos por autoridades como o prefeito do município Zé Alberto Veloso, a primeira Dama Silvia Veloso a advogada Monique Veloso dentre outras personalidades. O Trifolia faturou o prêmio de R$ 5.000,00 como o bloco mais criativo e R$ 1.000,00 pelo quesito empolgação..."

Foi nessa matéria e nesse parágrafo que eu baseei o meu trabalho e a informação que passei para você que me lê todos os dias.
Nessa pequena explicação eu não vou classificar Barros com incompetente, apenas como mal pagador e ausente, pois conheço o prefeito de Bacabal José Alberto Oliveira Veloso desde que me entendo como gente.
 
Não posso atribuir ao conterrâneo de Bita de Birão, por exemplo, o fato do carnaval de Bacabal não ter escolhido pelo segundo ano consecutivo uma corte momesca: rei e rainhas da folia. Mas posso afirmar aqui que a culpa do inexpressivo carnaval de Bacabal ter sido tão mal divulgado é do prefeito José Alberto Oliveira Veloso, foi ele que contratou Alberto Barros.
 
Posso atribuir a Barros, entretanto, o fato recente da prefeitura municipal de Bacabal não ter se manifestado oficialmente no Dia Internacional da Mulheres nem por nota, mesmo eu conhecendo José Alberto Oliveira Veloso.
Nem o prefeito, nem a secretária de ação ou assistência social e, nem mesmo a secretaria da mulher emitiram qualquer notinha sobre a data, imagine uma mensagem oficial.
 
E isso é culpa de Alberto Barros. Ele poderia ter produzido a mensagem.
Mas o que acontece é que, da mesma forma que o prefeito José Alberto Oliveira Veloso não tem à mão, o controle sobre a sua administração, sobre a prefeitura de Bacabal, Alberto Barros também não tem à mão, o controle sobre assessoria de comunicação de Bacabal.
 
Como bom codoense que é, Barros está preocupado é com as coisas de sua terra. E ele está certo. Acesse o blog do Alberto Barros e veja com seus próprios olhos se eu tenho ou não razão?
Errado quem está mais uma vez é Veloso, mas eu nada tenho com isso. O problema não é meu.
 
Agora bem que os dois podiam se unir em suas sapiências e pagar o dinheiro que estão me devendo.
 
Do Blog do Abel Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais