quarta-feira, 12 de março de 2014

ACUSADO DE TRÁFICO, ROUBO E DOCUMENTOS FALSIFICADOS É PRESO COM ARMA DE FOGO DE USO EXCLUSIVO POR POLICIAIS MILITARES DO 15º BPM.


Policiais Militares do 15º Batalhão de Polícia Militar da cidade de Bacabal prenderam nas primeiras horas da noite do dia 10, na Vila Graciete, Bacabal o indivíduo HILGO VALÉRIO DOS ANJOS, 30 anos, residente no Residencial Por do Sol.  HILGO bebia em um determinado bar quando chamou a atenção de transeuntes, dado ao seu comportamento suspeito e várias tatuagens por todo o corpo. O Serviço de Inteligência do BPM foi acionado e passou a monitorar HILGO. A Força Tática e Radiopatrulha foram acionadas. Ao chegarem ao local foi procedida uma revista pessoal no acusado, porém, nada de anormal foi encontrado. Porém, uma mensagem no celular do mesmo chamou a atenção dos policiais militares. Na mensagem HILGO dizia que tinha uma parada, provavelmente, numa loja tipo joalheria, que renderia em mercadoria no mínimo R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais) e mais uns R$ 30.000,00 em espécie e que a parada seria muito fácil de ser executada.

Diante das evidencias, HILGO, foi levado ao Distrito Policial para averiguações. Lá chegando os policiais militares desconfiados, pois o mesmo pilotava uma moto, Bros, de placa NNG 9554, licenciada em nome de THIELE SILVA SOUSA, sua companheira, estava suja em excesso, aparentando ter andado por estrada vicinal. Os policiais perguntaram ao mesmo se poderiam ir até a residência do acusado para que fossem tiradas algumas dúvidas, no que o mesmo concordou.


Ao chegarem a casa de HILGO, após algumas revistas os policiais encontraram 01 (uma) Pistola, .40, Taurus, oxidada, de uso exclusivo das Forças Armadas e Polícias, de nº FTS 04022, com 01(um) carregador  e 02 (duas) munições intactas; 04 (quatro) celulares; 01 (uma) máquina fotográfica; 01 (uma) balança de precisão; 02 (dois) modem e a importância em espécie de R$ 610,00 (seiscentos e dez) reais, bem como uma certa quantidade de crack.  HILGO não soube informar a origem da arma, se limitando a dizer que teria comprado de uma pessoa que não conhece, na cidade de São Luis, por R$ 5.000,00 (cinco mil reais). Também apresentou um documento (PROGRESSÃO AO REGIME ABERTO), processo nº 0028870-84.2011.810.0141, da 1ª Vara de Execuções Penais, onde teria sido condenado a 10(dez) anos e 05 (cinco) meses de reclusão, pela prática dos delitos previstos nos arts. 157, § 2º, incisos I e II do Código Penal (roubo) e 33 da lei nº 11.343/2006.


No dia 30 de junho de 2010, HILGO, foi preso em companhia de MISAEL MENDES PEREIRA, com documentos falsos pela Polícia Rodoviária Federal, no Km 14 da BR-135. Os dois foragidos da Penitenciária de Macapá, capital do Amapá, de onde teriam fugido.

Os mesmo na oportunidade estavam em um veículo Corsa, de placa HPV 0865 do Maranhão e portavam documentos em nome de Antônio Alves do Espirito Santo e Heloike Mendes Pereira. Em depoimento na SEIC os suspeitos confessaram que haviam sido contratados para matar o ex-prefeito de Bom Lugar, Marcos Miranda, por um homem identificado como Nilson e que receberiam R$ 15 mil pelo serviço.
Hilgo e Misael foram autuados pelo crime de uso de documentos falsos.


Também no dia 03 de março de 2009, HILGO, foi preso no município de Porto Grande, Amapá. Com o mesmo a polícia encontrou quase 1/2 de crack, segundo informações dos policiais que o prenderam à época, era o que tinha restado, pois já havia vendido a maior parte da droga. Com o mesmo foi encontrada a importância de R$ 2.900,00. HILGO foi autuado por tráfico de drogas, onde foi condenado a pena de reclusão de 05 (cinco) anos, como incurso no art. 33, da Lei nº 11.343/2006, sendo portanto considerado de alta periculosidade.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais