terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Decretada prisão de suspeito de espancar enteado até a morte

Vítima tinha apenas dois anos de idade. Crime ocorreu em outubro de 2013.
Padrasto e mãe afirmaram que menino havia morrido asfixiado por vômito.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante
Decretada a prisão de um homem de 28 anos suspeito de ter espancado menino de dois anos, enteado dele, até a morte. O caso foi em outubro do ano passado, no bairro do Bequimão, em São Luís. Na época, o padrasto e a mãe da criança afirmaram que o menino havia morrido asfixiado por vômito, mas um laudo divulgado pelo Instituto Médico Legal (IML) apontou que a causa da morte foi espancamento.

A criança teve choque hemorrágico, com lesão no pâncreas e ruptura do duodeno. "Inicialmente o caso estaria na DPCA. A narrativa inicial não condiz com a conclusão técnica do laudo, pois aponta uma ação contundente, com trauma nos dois órgãos, causando sangramento, o que não é compatível com engasgamento por vômito", afirmou o delegado Jefferson Portela.

A Polícia Civil pediu apoio do Disque-Denúncia. A fotografia do suspeito deve chegar em todas as delegacias do Maranhão. A última vez que o homem foi visto foi na região do Munim, no município de Rosário.

A mãe do menino, Dulcinéia Francisca Pires Ferreira, segundo a polícia, também está sendo investigada. Vinte dias antes de cometer o crime, o homem já tinha espacamento da criança, no apartamento que é mantido pela mãe da criança, no bairro do Bequimão.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais