quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

CCL adia licitação de mais de R$ 1 milhão que continha até lagosta para as geladeiras de Roseana Sarney

Medida foi tomada após denúncias. Pregões seriam para adquirir produtos para casas oficiais do Governo do Estado.


Atual7

Agendados para ocorrer nesta quinta (9) e sexta-feira (10), os pregões que previam um gasto de mais de R$ 1 milhão para abastecer as geladeiras do Palácio dos Leões e a Casa de Veraneio do Governo do Estado foram adiados para data ainda indefinida. A medida foi tomada após denúncias.
De acordo com o comunicado da Comissão Central de Licitação (CCL), assinado pelo pregoeiro oficial Francisco de Salles Baptista Ferreira, as licitações foram adiadas ‘por motivos de ordem administrativa’. A primeira delas (nº 070/2013) deveria ser realizada às 14h30 de amanhã. Um dia depois, no mesmo horário, seria realizado a segunda.
Em meio ao caos no Sistema Penitenciário do Maranhão, a peemedebista Roseana Sarney pretendia escolher as empresas que iriam fornecer, pelo período de um ano, a boa alimentação das residências oficiais do governo estadual.

Roseana quer comer, além de outras coisas em 2014, até 80 quilos de lagosta fresca. Foto: Reprodução
DIFERENTE DA ALIMENTAÇÃO DO RESTAURANTE POPULAR Roseana quer comer, além de outras coisas em 2014, até 80 quilos de lagosta fresca. Foto: Divulgação/CCPL

Na lista de alimentos perecíveis, que totaliza R$ 617.514,61, chamam atenção os pedidos de 500 kg de galinha caipira fresca (R$ 13.665); 850 kg de filé-mignon limpo (R$ 29.180,50); quase duas toneladas e meia de camarão, entre os tipos fresco grande e médio e seco torrado e graúdo (R$ 102.045); além de 180 kg de salmão fresco e defumado (R$ 9.760,00) e 80 kg de lagosta fresca (R$ R$ 6.373,60).
Entre os alimentos não-perecíveis, que totalizam R$ 504.205,90, constam 1.500 vidros de azeite de oliva espanhol e português (R$ 30.715); 100 kg de castanha de caju (R$ 5.238); 80 kg de castanha do pará e castanha portuguesa (R$ 5.267,50); 60 vidros de geleia francesa de morango, pêssego e cassis (R$ 648), além de 1.200 fardos de ração para peixes (R$ 108.600). Somente de bebidas, entre refrigerantes e água mineral, serão 15.200 unidades (R$ 69.100).
Segundo a Secretaria de Estado de Comunicação, ‘a CCL solicitou revisão no termo de referência e que o rito processual será seguido conforme o estabelecido na Lei de Licitações’

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais