terça-feira, 12 de novembro de 2013

Suspeitos de participar de ataques contra a polícia são apresentados


12/11/2013 11h40 - Atualizado em 12/11/2013 12h35

Suspeitos têm envolvimento nos atentados contra trailers da polícia.
No sábado (9), dois trailers e três delegacias da polícia foram metralhados.

Do G1 MA

As nove pessoas presas suspeitas de envolvimento nos atentados contra trailers, delegacias da Polícia Militar e ônibus ocorridos no último fim de semana, em São Luís, foram apresentados na manhã desta terça-feira (12), na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA).

Suspeitos de participar dos ataques à Polícia Militar no último sábado (9) (Foto: Manoel Costa/TV Mirante)Suspeitos de participar dos ataques à Polícia Militar no último sábado (9) (Foto: Manoel Costa/TV Mirante)
A secretaria afirma que as ordens para os atentados contra delegacias, trailers, viaturas da polícia e ônibus partiram de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A polícia chegou à conclusão logo no início das investigações, depois da prisão dos suspeitos e apreensão de dois menores de idade. Com eles, a polícia encontrou um dos veículos usados nos atentados e vários celulares, além de armas e munição.
Armas apreendidas com suspeitos de ataques à PM (Foto: Manoel Costa/TV Mirante) 
Armas apreendidas com suspeitos de ataques à
PM (Foto: Manoel Costa/TV Mirante)
Entenda o caso

No sábado (9), dois trailers e três delegacias da polícia foram alvejados. Morreu o soldado Francinaldo Sousa Pereira, 42. O sargento Marco Antonio Correa Cutrim e uma civil, não identificada, ficaram feridos e encontram-se internados no Hospital Djalma Marques (Socorrão I). Dois ônibus foram assaltados no Alto da Esperança e no Bequimão - o primeiro foi incendiado e parcialmente destruído após o assalto e, o segundo, teve incêndio controlado pelo motorista e não sofreu maiores danos.
Três delegacias também foram alvo dos ataques criminosos. Na Delegacia do São Francisco, marcas de tiros atingiram as paredes e pedras foram atiradas contra uma viatura. No Maiobão e Turu, as paredes também apresentam marcas de balas.
Na manhã de domingo (9), seis pessoas foram presas suspeitas de envolvimento nos ataques. A Cúpula de Segurança Pública do Estado convocou reunião emergencial na sede da instituição. À tarde, dois homens foram mortos em troca de tiros com a polícia.
Na segunda-feira (11), mais três pessoas são presas suspeitas de participação nos ataques. Dois menores também são apreendidos. Outros dois são mortos em confronto com a polícia e dois conseguem fugir. À noite, homens tentam incendiar ônibus na Lagoa da Jansen e trailer da PM na Vila Nova, onde policial foi morto no sábado.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais