segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Policiais militares realizam assembleia para decidir por paralisação da categoria

Lisiane Martins
Publicação: 11/11/2013 16:05 Atualização: 11/11/2013 15:42
 

Diante dos últimos acontecimentos envolvendo a segurança pública do Maranhão, em que não só populares mais os agentes de segurança também estão na mira bandidos, a Associação de Policiais Militares e Corpo de Bombeiros do Maranhão podem paralisar as atividades. Segundo informações repassadas pela associação dos PMs, eles querem uma ação emergencial para combater a insegurança e negligência das autoridades e a queda do secretário de segurança pública do estado Aluísio Mendes e do comandante da Polícia Militar Franklin Pacheco.
 
A decisão deve ser tomada durante a assembleia que será realizada às 18h desta segunda-feira (11) na Federação dos Trabalhadores da Indústria do Estado do Maranhão (Fetiema).
A última greve dos Policiais Militares e Corpo de Bombeiro do estado foi em novembro de 2011. Eles passaram 10 dias mobilizados no prédio da Assembleia Legislativa do Maranhão e entre as principais solicitações estavam aumento salarial e reajustes fixos até 2014.
A respeito da informação de que 10 policiais militares estariam “marcados para morrer” divulgada no site do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol),  a associação dos PMs disse não ter ainda conhecimento da informação.

 

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais