segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Polícia já identificou 16 "Zonas Vermelhas" em São Luís, diz o coronel Zanoni Porto

Douglas Cunha
Publicação: 25/11/2013 09:57 Atualização: 25/11/2013 10:52




 “Somos a força policial do Estado, o braço armado da sociedade e estamos preparados para enfrentar e controlar a criminalidade”. A assertiva é do comandante geral da Polícia Militar, coronel Aldimar Zanoni Porto. Ele reafirmou que “o Maranhão nunca foi celeiro de criminosos e nunca será”.
Coronel Zanoni revelou que a capital tem 16 zonas vermelhas
O coronel Zanoni declarou a O IMPARCIAL que a Polícia Militar já iniciou o combate à criminalidade de forma sistemática e firme, através de ações operacionais constantes com um efetivo comprometido em assegurar todas as garantias de segurança à sociedade. Para isso, conforme o comandante, a Polícia Militar conta com 15 batalhões, 13 companhias independentes, 1.500 viaturas, dois helicópteros, dois aviões, 40 conjuntos no Esquadrão de Cavalaria, um Batalhão de Choque e uma Companhia de Polícia Rodoviária. “Com todos estes policiais tecnicamente preparados e com recursos técnicos de última geração, estamos prontos para trabalhar no combate à criminalidade”, asseverou o coronel Zanoni.

Ele informou que através de levantamentos realizados pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar, foi realizado um mapeamento da cidade com áreas que passaram a ser denominadas de “Zonas Vermelhas”, que são exatamente as localidades da capital, onde se constatam maiores convulsões sociais. Já foram identificadas, preliminarmente, 16 zonas vermelhas na capital. “As operações se desenvolverão em toda capital, porém, com maior intensidade nestas regiões, visto que o nosso objetivo é tirar de circulação os criminosos, notadamente os traficantes, que, agora, diante das ações da Polícia Militar, passaram a desenvolver seus delitos de forma itinerante, isto é, mudando constantemente o lugar de suas ‘bocas de fumo’, tentando confundir as forças de segurança”, garantiu.

Falando de grupos criminosos, o coronel Zanoni disse que a Polícia Militar está com seu Serviço de Inteligência trabalhando ininterruptamente na identificação de todos os membros destas chamadas facções, para que todos sejam presos, principalmente os seus líderes que são os mandantes e financiadores dos crimes. “Reconhecemos que se trata de crime organizado, porém não estamos intimidados, pois sabemos que temos amplas condições de combater e desarticular estes grupos. Já conseguimos prender vários executores, mas logo chegaremos às lideranças”, asseverou Zanoni.

O comandante Zanoni disse que outra grande preocupação da corporação, na atual conjuntura, é a valorização do policial militar, para isso o seu projeto de Segurança Preventiva dar-se através de ações administrativas e e ações operacionais. “O foco de valorização do policial visa obter uma prestação de serviço de qualidade à sociedade. Vamos promover os nossos policiais através de cotas, por merecimento, tempo de serviço e antiguidade, priorizando sempre o policial lotado nas divisões operacionais. Com isso, promoveremos o reconhecimento do serviço prestado pelo policial”, concluiu o coronel Zanoni.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais