quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Maranhão está em estado de alerta contra a raiva

39 pessoas morreram devido à raiva no Maranhão, de 2005 a 2013.
Informações são da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Do G1 MA com informações de O Estado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da Vigilância Epidemiológica, informou nessa quarta-feira (27), durante reunião técnica realizada na sede da Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, em São Luís, que o Maranhão está em estado de alerta contra a raiva, doença viral que atinge os humanos e geralmente é transmitida por meio da mordida de um animal infectado, em especial caninos e felinos.
De acordo com a SES, de 2005 até agora, 39 pessoas morreram devido à raiva. (Foto: De Jesus/O Estado) 
De acordo com a SES, de 2005 até agora, 39 pessoas morreram devido à raiva. (Foto: De Jesus/O Estado)
 
De acordo com a SES, de 2005 até agora, 39 pessoas morreram devido à raiva. Somente este ano, foram três óbitos, sendo um na Região Metropolitana (São José de Ribamar) e dois no interior do estado (Humberto de Campos e Mirinzal). Representantes do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) permanecerão até hoje (28), na capital maranhense, para avaliar, junto com membros da SES, soluções para inibir a proliferação do vírus causador da raiva no território maranhense.
Ainda segundo a secretaria, devido ao grau mais elevado dos riscos de infecção, pelo menos 15 municípios do Estado (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Mirinzal, Humberto de Campos, Viana, Cajapió, São João Batista, São Vicente de Férrer, Barreirinhas, Caxias, Timon, Imperatriz e Açailândia) constituem a lista das localidades consideradas prioritárias no combate à raiva.
De acordo com o secretário-adjunto de Vigilância em Saúde da SES, Alberto Carneiro, é preciso diagnosticar a causa das ocorrências de raiva no interior do Estado. "Houve uma proliferação do vírus. Antes deste ano, tínhamos um controle da doença no interior do estado, o que não aconteceu em 2013. Precisamos controlá-la no Maranhão", disse.

Casos de raiva em animais diminuem 87% em São Luís

Dados do Centro de Controle de Zoonoses apontam que, nos últimos doze meses, houve uma diminuição de 87% no número de casos de raiva em animais na capital maranhense. Ainda segundo o Centro de Zoonoses, enquanto no ano passado foram 46 ocorrências da doença, em caninos e felinos, este ano, foram apenas 6 (1 em felino e 5 em caninos).
De acordo com o diretor do Centro de Controle de Zoonoses, João Batista Pires, a realização de duas campanhas de vacinação este ano foi fundamental para a consolidação dos índices positivos da doença. "Somente em 2013, pelo menos 228 mil doses da vacina contra a raiva foram aplicadas. Isso é um dado significativo, que reforça a tese de que a imunização ainda é o melhor caminho para se evitar determinadas epidemias", disse.
Ainda segundo ele, as campanhas de imunização contra a raiva serão estendidas para o ano que vem. "Foi feito um mapeamento das localidades mais afetadas pela raiva. Atualmente os bairros do Coroadinho e Tirirical ainda apresentam grande incidência do vírus da doença. O controle será maior nessas localidades e adjacências", disse.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais