segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Ataques criminosos em São Luís são feitos sempre no intervalo dos jogos do Sampaio Corrêa

SSP tem concentrado maior efetivo da PM nos arredores do estádio Castelão em dias de jogo do time maranhense.


Atual7
Exatamente um mês depois em que o ‘Bonde dos 40′ incendiou sete ônibus em vários pontos de São Luís, a facção criminosa resolveu desafiar a Secretaria de Estado de Segurança Pública e voltou promover ataques de terror na capital do Maranhão.

Policial Militar foi executado com 19 tiros no bairro da Vila Nova. Foto: Reprodução
9 DE NOVEMBRO / SEGUNDO ATAQUE DO BONDE DOS 40 Policial Militar foi executado com 19 tiros no bairro da Vila Nova. Foto: Reprodução

Um cruzamento de informações feito pelo Atual7 constatou que o ‘Bonde dos 40′ tem como estratégia a utilização do maior efetivo da Polícia Militar estar concentrado nas proximidades do estádio Castelão – local dos jogos do time maranhense Sampaio Corrêa, para a realização dos ataques criminosos.
Só no jogo último jogo, cerca de 400 PMs foram destacados para atuar na área, segundo a SSP.
No dia 9 de outubro, os criminosos incendiaram um total de sete ônibus, nos bairros da Vila Kiola, Tibiri, Jardim São Cristovão, Maracanã, Janaína, Cohab Anil e Monte Castelo. Os ataques aos coletivos foram iniciados no momento em que o Sampaio Correa disputada contra o Rio Branco-AC, pela Série C do Campeonato Brasileiro, o penúltimo jogo para se classificar para a fase mata-mata da competição.
Um motorista de um dos ônibus, que não quis identificar, contou que um carro de cor prata o surpreendeu, fechando o veículo. Três homens desceram armados e invadiram o ônibus, ordenando aos passageiros que descessem pois iriam queimar o veículo. De lá pra cá, o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, que tem o costume de realizar coletivas de imprensa pra tudo, nunca informou se o veículo utilizado pela facção foi descoberto.
Ontem (9), no Bairro de Fátima, durante o intervalo do jogo entre o Sampaio Corrêa e o Vila Nova-GO, a facção criminosa metralhou o trailer da Polícia Militar, e por pouco não vitimou o sargento Marco Antonio Correa Cutrim, que estava de plantão no posto, e uma moradora da região, não identificada. Feridos, eles foram encaminhados para o Centro Cirúrgico do Socorrão I. Segundo um morador da região, que estava no local do crime, os criminosos utilizam uma Hilux sem placas, de cor preta, para a ação.

Sete ônibus foram incendiados em São Luís. Foto: César Hipólito / TV Mirante
9 DE OUTUBRO/ PRIMEIRO ATAQUE DO BONDE DOS 40 Sete ônibus foram incendiados em São Luís. Foto: César Hipólito / TV Mirante

De acordo com informações do 9° Batalhão da PM, os bandidos seguiram para o bairro da Vila Nova, onde também metralharam o trailer da polícia. O soldado que estava de plantão no posto, Francinaldo Sousa Pereira, foi atingido por 19 tiros, e morreu na hora.
Os criminosos também metralharam o trailer da Polícia Militar no bairro do Turu, a fachada da Delegacia do Maiobão, da Unidade de Segurança Comunitária (USC) da Vila Luizão, e incendiaram dois ônibus  - um durante a noite, no ponto final do Bequimão, e outro à tarde, no Alto da Esperança.
A ação criminosa seria uma reação às mortes dos assaltantes e homicidas ‘Cesinha’ e ‘Tobinha’ – suspeitos de executar o policial militar reformado Leônidas Rabelo Silva, o ‘Cabo Silva’. Morto em confronto com policiais militares, ‘Cesinha’ seria um dos integrantes do Bonde dos 40.
Ontem, criminosos assaltaram passagueiros e atearam fogo no caixa de um ônibus. Foto: Jéssica Melo / TV Mirante
TARDE DE SÁBADO Ontem, criminosos assaltaram passagueiros e atearam fogo no caixa de um ônibus. Foto: Jéssica Melo / TV Mirante

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais