terça-feira, 29 de outubro de 2013

Radialista é assassinado e o corpo encontrado em uma praia em Cajapió

A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio [roubo seguido de morte]. Há indícios que o crime tenha sido cometido por um adolescente, até agora, não foi localizado.

Pedro Sobrinho / Imirante.com
29/10/2013 às 10h54 - Atualizado em 29/10/2013 às 12h44

SÃO LUÍS - O corpo do radialista Gilvan Pires foi encontrado na manhã desta terça-feira (29), nas proximidades de na praia de Itapéua, no município de Cajapió. O corpo apresentava várias perfurações de faca e a arma do crime estava cravada em seu peito.
A polícia trabalha com a hipótese de latrocínio [roubo seguido de morte], tendo em vista a moto da vítima ter sido roubada. Há indícios que o crime tenha sido cometido por um adolescente, que até o momento, não foi localizado. Testemunhas disseram ter visto Gilvan em companhia do jovem, na noite de ontem (28).
Gilva Pires apresentava, aos sábados, o programa "Quem Sabe, Sábado", na Rádio Planície FM, no município de São Vicente de Férrer, onde será enterrado. Também era funcionário público, casado e deixa dois filhos. A morte do radialista causou comoção na cidade.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais