quarta-feira, 30 de outubro de 2013

O terreiro da Turma do Quinto

O carnaval do próximo ano de uma das escolas de samba mais tradicionais da capital traz para passarela a história do famoso pai-de-santo Bita do Barão de Codó


Augusto do Nascimento
Publicação: 27/10/2013 14:34
 

 (KARLOS GEROMY/OIMP/D.A. PRESS)
Com velas acesas, tambores rufando, e a passarela defumada, a Escola de Samba Turma do Quinto, do bairro Madre Deus, pretende homenagear, no desfile de carnaval do próximo ano, Wilson Nonato de Sousa, o famoso pai-de-santo Bita do Barão, da cidade de Codó. Com o tema do samba enredo No Terreiro Maranhão, o Mestre é Bita do Barão, a agremiação carnavalesca vai dar continuidade ao projeto de carnaval previsto para este ano, prestando homenagem a uma das personalidades mais relevantes das tradições culturais de matriz africana no Maranhão.
Segundo o diretor de carnaval da Turma do Quinto, Gersinho Silva, um quinto do projeto para este ano já estava realizado, com a confecção de alegorias e fantasias, além da gravação do samba enredo, composto por Luzian Filho e Josias Filho, com interpretação de Gabriel Melônio. No entanto, as escolas de samba acabaram não desfilando na passarela do samba ou nos carnavais de rua em 2013.
Para dar consistência à homenagem ao pai-de-santo, os elementos do desfile, com a predominância das cores azul e branca envolvendo a comissão de frente, bateria e alas de brincantes, são direcionados aos eventos associados a Bita do Barão. Com cinco carros alegóricos, há grupos representando entidades como a Pomba Gira ou o Tranca Rua, mas também os índios e São Francisco, do qual o homenageado é devoto e, todos os anos, participa da festa, na cidade cearense de Canindé.
A bateria da Turma do Quinto já começou a ensaiar, com o retorno do Mestre Leleco, o qual há dois anos não participava do comando dos músicos. Para iniciar a afinação dos instrumentos e a integração do conjunto, os percussionistas tiveram um encontro amistoso no último domingo, quando esboçaram o calendário dos próximos ensaios. Com a fantasia Ogum Militar, a bateria usará fantasias de São Jorge, combinando arranjos do samba tradicional com o batuque do terecô.
Gersinho Silva também destacou a parceria com o Conselho Cultual Comunitário do bairro Madre Deus, para que os encontros seguintes – tanto ensaios como rodas de samba - ocorram no pátio externo da entidade, já que a quadra da Turma do Quinto passa por um projeto de restruturação.
Além da utilização do espaço físico, a parceria vem reforçando a presença da agremiação na comunidade, a partir de outras iniciativas, como o projeto Quintal de Batuques, o qual promoveu oficinas de percussão a crianças. A intenção, segundo o diretor de carnaval da escola de samba, é agregar os jovens percussionistas à bateria da Turma do Quinto, no desfile do ano que vem, e ampliar as chances de mais uma vitória na escolha da campeã do carnaval.

O tema
Sobre a escolha do samba enredo, Gersinho Silva explicou que havia outras propostas de tema, mas os integrantes acabaram optando pela homenagem defendida pelo presidente Marco Túlio Sá, por conta do grande reconhecimento que Bita do Barão, 80 anos, conquistou no comando da Tenda Espírita de Umbanda Rainha de Iemanjá, em Codó. O pai-de-santo relata que começou a ter visões e a receber o guia espiritual desde os cinco anos de idade, e a partir de então iniciou a sua vida nos terreiros de umbanda e em tendas espíritas existentes no povoado de Santo Antônio dos Pretos, onde nasceu. O nome Bita do Barão é devido ao encantado Barão de Guaré, que ele recebe, fazendo-o conquistar fama mundial, pelos trabalhos nas linhas “branca” e “negra”.
Durante a realização da festa aos santos e orixás, iniciada nos meses de agosto, centenas de filhos e filhas-de-santo de terreiros de todo o Brasil participam das obrigações e rituais, na manifestação religiosa afro-brasileira. Muitas pessoas vêm de outros países ao povoado de Santo Antônio dos Pretos para conhecer o festejo promovido pelo mestre, ao toque do Tambor da Mata ou Terecô.
Gersinho Silva conta que, depois de decidirem consagrar a homenagem a Bita do Barão, os integrantes da agremiação visitaram o terreiro do pai-de-santo, para consultar se ele concordava em tornar-se tema de samba enredo. Além de aceitar a homenagem, o líder religioso participou do evento de escolha do samba enredo da escola, e confirmou presença na festa do próximo ano. A Turma do Quinto ainda pretende retornar à cidade da Região dos Cocais para o encerramento dos trabalhos, no próximo mês de dezembro, com a homenagem à Iemanjá, às margens do Rio Itapecuru, onde são deixados inúmeros bilhetes com pedidos e agradecimentos para a rainha das águas.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais