segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Bandido, preso em Mossoró (RN), é assassinado no Cadeião

Peterson Robson de Araújo foi morto por arma branca. A outra vítima é Joilson A. Ewerton Rocha.

Pedro Sobrinho / Imirante.com
28/10/2013 às 09h12 - Atualizado em 28/10/2013 às 12h23


Peterson Robson é suspeito da morte de policial militar em Vitorino Freire.
SÃO LUÍS - Mesmo com a presença da Força de Segurança Nacional, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mais dois homicídios foram registrados no fim de semana, no Centro de Detenção Provisória (CDP), o "Cadeião". Uma das vítimas é Peterson Robson de Araújo, de 26 anos, morto a chuçadas. Ele foi preso no último dia 18, em sua cidade natal Mossoró, no Rio Grande do Norte.
Formação de Quadrilha
Em companhia dele, foram detidos, também, Erivaldo Santos Sousa, 30 anos, e Artur José de Oliveira. Com eles foram apreendidos, ainda, cinco armas, sendo duas pistolas PT 40, sendo uma do Grupo Tático Aéreo (GTA) e outra da Polícia Civil; um fuzil 556, uma pistola calibre 380, uma escopeta calibre 12 e ainda um veículo Corolla preto, que pertence ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), um Golf cor prata, além de vários celulares, a quantia de R$ 2 mil em dinheiro, uma farda dos Correios, que segundo a polícia, era utilizada para entrar nos estabelecimentos sem levantar suspeitas.
Várias placas de carros clonadas também foram apreendidas em poder dos criminosos. Participaram das investigações e da prisão, equipes das superintendências de Polícia Civil do Interior (SPCI), Estadual de Investigações Criminais (Seic) e da 16ª Delegacia Regional de Bacabal.
O trio, envolvido em assaltos agências dos Correios de varias cidades do Maranhão e Piauí e na morte do policial militar Osvaldo Sousa Viana, atingido na cabeça e na cintura durante o assalto a agência dos Correios da cidade de Vitorino Freire, fato ocorrido no dia 7 de outubro, foi apresentado no último dia 21, pelo secretário de Segurança Pública, Aloisio Mendes. Na lista criminal de Peterson consta, a suspeita de um duplo homicídio, ocorrido em agosto em Timon e, ainda, a participação na explosão do caixa eletrônico em Alto Alegre do Maranhão.
Mais uma morte no CDP
Na sexta-feira, o corpo de Joilson de Araújo Ewerton Rocha, conhecido como Neném, foi encontrado por um monitor no corredor do Pavilhão Alfa do centro de Detenção Provisória (CDP), em Pedrinhas. Ele estava coberto por lençóis em um colchão. Segundo a família de Joilson de Araújo Ewerton Rocha, ele foi morto a chuçadas na tarde de sexta-feira.
As mortes foram confirmadas pela assessoria da Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap). Com esses dois casos, sobe para 30 o número de detentos assassinados em unidades prisionais do Maranhão.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais