sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Suspeito relata sobre morte de paisagista e empresário

O corpo de Daniel Prado Smith foi encontrado, na noite dessa quinta-feira (5), em um terreno baldio no Planalto Vinhais I.
Pedro Sobrinho / Imirante.com
06/09/2013 às 09h20 - Atualizado em 06/09/2013 às 09h40

Daniel Prado Smith.
SÃO LUÍS - A polícia conseguiu capturar, na noite dessa quinta-feira (5), tres suspeitos do assassinato do paisagista e empresário Daniel Prado Smith, de 55 anos, na Vila Conceição. Um deles identificado apenas como Renan, que diz ser menor de idade, confessou a autoria do crime. Ele falou do contato e porque resolveram matar o empresário, sendo relatado pelo repórter Domingos Ribeiro, na edição dessa sexta-feira (6), do programa Ponto Final, na Mirante AM.
Segundo o jovem, a vítima foi avistada pela quadrilha na avenida Litoranea. Eles tomaram de assalto carro do empresário, um modelo Corolla, de cor bege e placa HOZ-1888 e o sequestraram. Depois ele foi obrigado pelos bandidos a sacar dinheiro. Daniel chegou a dizer que nao tinha dinheiro e estava sem os cartões. Renan conta que a vítima foi levada pelo bando no carro e foram até a praia de Panaquatira. Depois, vieram ao Arçagi, onde realizaram assalto uma residencia. De lá, levaram objetos, além um carro modelo Punto, modelo Punto, de placas OJE-2957, e abandonaram o veículo do paisagista. Eles abandonaram o veículo do paisagista no Araçagi e o Punto foi abandonado na Vila Isabel, no bairro do Anjo da Guarda, região do Itaqui-Bacanga. Indagado sobre a motivação do latrocínio [roubo seguido de morte], Renan disse que o empresário reconheceu um dos integrantes do bando e, por isso, eles decidiram em matá-lo. Também foi preso um homem identificado como Jonathan e a polícia está a procura de mais dois bandidos suspeitos de envolvimento no caso.
A polícia está investigando para saber se Daniel foi assassinado em Panaquatira, Araçagi, ou no terreno baldio na Rua 1 do bairro Planalto Vinhais I, local em que o corpo foi encontrado, na noite dessa quinta-feira (5). Os suspeitos residem na Vila Conceição integram uma facção criminosa, especializada em assaltos a residencias na cidade, e inimiga dos integrantes do "Bonde dos 40". De acordo com a polícia, Renan é um bandido de alta periculosidade, suspeito de vários assassinatos na Região Metropolitana. Um dos bandidos, identificado como Givanilson, foi morto durante troca de tiros com a polícia.
Irmão do também empresário John Smith, Daniel Prado Smith era assessor da desembargadora do Tribunal de Justiça do Maranhão Nelma Sarney Costa e proprietário do antigo Parque Smithland, localizado no bairro Calhau, atualmente conhecido como Casa dos Smiths, onde eventos são promovidos aos fins de semana.
Coletiva - Ainda segundo a SSP, outros detalhes sobre a morte do empresário serão repassados em entrevista coletiva nesta sexta-feira, às 10h, no auditório da SSP, Vila Palmeira.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais