quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PF cumpre mandados em São Luís, Zé Doca, Caxias e Bacabal em operação de desvio de dinheiro de prefeituras

'Operação Usura II' investiga o desvio de recursos públicos federais. De acordo com a PF, pelo menos R$7 milhões teriam sido desviados.

 


Atual7

A Polícia Federal do Maranhão deu continuidade, nesta quarta-feira (25), à ‘Operação Usura II’, que investiga o desvio de recursos públicos de prefeituras do Estado e o envolvimento destas pessoas com agiotagem. De acordo com a PF, pelo menos R$7 milhões teriam sido desviados.

São Luís, Zé Doca, Caxias e Bacabal foram investigados por suspeita em crime de agiotagem. Foto: Reprodução / Ilustrativa
São Luís, Zé Doca, Caxias e Bacabal foram investigados por suspeita em crime de agiotagem. Foto: Reprodução / Ilustrativa

Segundo informações apuradas pelo Atual7, fazem parte da operação os municípios de São Luís, onde três pessoas foram presas [outras sete estão sob investigação na capital]; Zé Doca, com dois presos; Caxias, onde foi realizada uma prisão; e em Bacabal, onde foi registrado o maior número de presos, com nove pessoas. Entre elas está Josival Cavalcanti da Silva, o Pacovan.
A Polícia Federal tem 19 mandados de busca e apreensão, além de mandados de condução coercitiva, onde os investigados serão levados à delegacia para prestarem depoimento e serão liberados posteriormente.
A operação conta com um efetivo de mais de 70 policiais e 15 auditores da Controladoria Geral da União (CGU), que estão distribuídos nas investigações, execuções e cumprimento de mandados.
A ‘Operação Usura II’ foi iniciada pela Polícia Federal em 2011 e tem como objetivo coibir o desvio de recursos públicos federais que são repassados às prefeituras municipais.
A mesma operação, em 11 de maio de 2011, em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) e Ministério Público Estadual (MPE), cumpriu 25 mandados de busca e apreensão e 13 mandados de prisão. Na ocasião, foram cumpridos seis mandados de prisão temporárias, todas de cinco dias, e 21 mandados de busca e apreensões.
Na época, foram presos o ex-prefeito de São João do Paraíso, José Aldo Ribeiro, o ‘Boca Quente’; o atual vice-prefeito, Itamar Gomes; a ex-secretária de Educação, Raimunda Rocha; e o ex-secretário de Administração.
A operação é resultado de investigações para apurar desvio de recursos públicos nas áreas da saúde, educação e Fundo de Participação dos Municípios (FPM)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais