quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Filho de Dominguinhos abre processo para enterrar músico em Guaranhuns

Do UOL, em São Paulo

Fãs e familiares se despedem de Dominguinhos

25.jul.2013 - Mauro Moraes, filho de Dominguinhos, durante velório do músico, em Recife Leia mais Roberta Guimarães/UOL
O filho de Dominguinhos, Mauro Moraes, abriu na última sexta-feira (2) um processo na Justiça de Pernambuco para que o corpo de seu pai --enterrado no município de Paulista, Região Metropolitana do Recife-- seja transferido para a cidade de Garanhuns, em Pernambuco.

Como justificativa, Mauro afirmou ao UOL que era vontade de seu pai ser enterrado em sua cidade natal. "Em uma entrevista ele disse que queria ser enterrado em Guaranhuns. Ouvi a gravação e entendi que deveria ser respeitado", disse.
Segundo ele, a ex-mulher de Dominguinhos, Guadalupe Mendonça, e a outra filha, Liv Moraes, não o consultaram sobre onde velariam e enterrariam o músico.

Dominguinhos morreu no dia 25 de julho por complicações cardíacas e infecciosas, aos 72 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer no pulmão e fazia sessões de quimioterapia havia seis anos. O corpo do cantor está no cemitério Morada da Paz, em Paulista.

A ação foi registrada na 1ª Vara Cível da Comarca de Paulista. Na tarde desta quinta (8), o site do Tribunal Judiciário de Pernambuco publicou a manifestação da juíza Andréa Duarte Gomes sobre o caso. De acordo com o despacho, faz-se necessário que "os demais herdeiros integrem a relação processual, seja na condição de autor, compondo o pólo ativo, ou na situação de requeridos, com oportunidade de se pronunciarem".
Para o advogado de Mauro, Ednaldo Silva Ferreira, a decisão da juíza de não acelerar o processo é "equivocada já que não é a vontade dos filhos que deve prevalecer". "Vou entrar com uma defesa para que o relator do tribunal se pronuncie sobre a transferência até amanhã", disse ele.  No processo, a juíza afirma "não ver dano irreparável para justificar a apreciação da medida pleiteada".
Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco, Liv Moraes compareceu à Comarca de Paulista nesta quinta por livre e espontânea vontade.  A filha de Dominguinhos tem 10 dias corridos para se posicionar sobre o caso.
De acordo com o advogado do filho de Dominguinhos, "Liv também é a favor da transferência, mas não tinha dinheiro para fazê-la". "A prefeitura que vai assumir os gastos. Ele era símbolo de Garanhuns e a população o quer por lá", explicou.

O advogado de Liv foi procurado pelo UOL, mas até o fechamento desta reportagem não havia se pronunciado sobre o processo iniciado por Mauro.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais