domingo, 14 de julho de 2013

Preso em Cuiabá suspeito de liderar arrombamento de caixas no MA

Ele estava foragido há três meses do Maranhão, segundo a PM.
Investigações o apontam como líder de quadrilha em MT e foi para MA.

Kelly Martins Do G1 MT

Um jovem de 24 anos foi preso na madrugada deste domingo (14), em Cuiabá, suspeito de ser o líder de uma quadrilha de arrombadores de caixas eletrônicos, oriunda de Mato Grosso, mas que tem atuado no Maranhão. Ele foi flagrado por policiais da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), da Polícia Militar, na feira de Exposição Agropecuária Industrial e Comercial (Expoagro), no Parque de Exposições Jonas Pinheiro.
Segundo informações repassadas ao G1 pela Rotam, o suspeito fugiu no mês de março da unidade prisional em que estava detido, em São Luis, onde cumpria condenação desde de 2011 por envolvimento em assaltos a terminais de autoatendimento de bancos. Contudo, o jovem já era investigado pela Polícia Civil de Mato Grosso por praticar o mesmo tipo de crime no estado. As investigações apontam que após as explosões aos caixas eletrônicos no Maranhão, a quadrilha liderada por ele retornava a Cuiabá para desfrutar do dinheiro proveniente do crime.
Ao ser flagrado pelos policiais da Rotam, na madrugada deste domingo, ele teria apresentado uma identidade falsa e negado ser foragido da Justiça. Em seguida, os policiais foram até a residência e a mãe do suspeito confirmou o nome verdadeiro. Na ocasião, conforme o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o jovem acabou confessando a fuga do Maranhão e foi preso.
Os policiais o encaminharam para a Central de Flagrantes da capital e até a publicação da reportagem, ele ainda não tinha sido ouvido em depoimento.

Investigações

De acordo com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, desde setembro de 2010, quando foi deflagrada a operação Contrasenha de repressão a roubos e furtos a caixas eletrônicos em Cuiabá, os passos do suspeito eram monitorados.
A troca de informações entre policiais civis de Mato Grosso e a Polícia Civil do Maranhão contribuiu para que ele e mais três suspeitos fossem presos em flagrante, em São Luis, há dois anos, quando a quadrilha se preparava para fugir para o interior do estado após o arrombamento de um terminal, instalado em um supermercado.
No mesmo ano eles foram condenados pela Justiça do Maranhão com penas que variam de nove a 13 anos de reclusão. Porém, no dia 4 de março de 2013, ele fugiu da Casa de Detenção do Complexo Penitenciário de Pedrinhas (CDP). No mesmo dia o chefe de segurança da unidade prisional foi preso por supostamente ter facilitado a fuga do detento, quando o levou sem escolta para um tratamento dentário.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais