quarta-feira, 10 de julho de 2013

Comandante da PM reúne oficiais para inviabilizar o blog do Luis cardoso

O Comandante da Polícia Militar do maranhão, coronel Franklin Pacheco, reuniun alguns comandados oficiais da capital e do interior para exigir deles que entrassem todos na Justiça com processos e ações contra o blog do Luis Cardoso. São nove ações, sendo uma delas criminal, e o restante pedindo dinheiro por danos morais.
Coamandante da PM, coronel Franklin PachecoA quantia solicitada pelos oficiais é a mesma: R$ 27.120,00 cada, o que ultrapassa a R$ 200 mil no conjunto. Uma ordem que exala o odor da perseguição e da tentativa de amordaçar a liberdade de expressão. Um fedor que sai da caserna com ares de vingança e vontade de calar a imprensa livre do Maranhão, refletindo também a presença de digitais de autoridades civis. E vejam agora por qual razão.
Aqui foi publicado um post falando de suposto desvio de recursos na manutenção de viaturas pelo Comando Geral da PM e por alguns destacamentos, sem citar nenhum nome. São cifras que beiram ao absurdo. Em um dos casos, para que o leitor tenha idéia, um reparo custou aos nossos bolsos que somos contribuintes R$ 54 mil. Ou seja: mais de 60% do valor da viatura nova. Mas isso vem mais à frente com as planilhas.
No mesmo dia da postagem, um oficial militar que se identificou fez um comentário afirmando que os recursos que teriam sido desviados poderiam estar nos bolsos de alguns oficiais e citou nomes. E ainda apontou patrimônio de militares que seria incompatível com o soldo que percebem.
Atendendo a um pedido da Justiça, o comentário foi imediatamente retirado do post, depois de três dias, acredito. Mas o que fez o comandante da PM do Maranhão? O coronel Franklin Pacheco reuniu os oficiais mais chegados, entre eles um é cumpadre, para atropelar o blog de Luis Cardoso. E só não convocou a tropa porque dela não tem o apoio.
A coisa é tão mesquinha e reflete nitidamente perseguição que ele e os seus amigos esqueceram que o comentário não partiu do titular do blog, mas de um oficial da mesma patente que a deles. Por qual razão o comandante da PM e seus comandados não entraram com processos e ações contra o oficial que fez o comentário? Por que miraram a fúria apenas no titular do blog?
Qual o medo, coronéis e major?
Já participei de duas audiências na capital. Coincidetemente no dia 2 passado deste mês de julho uma era no Renaçascença com o subcomandante da PM e outra com o major José Maria Honório Carvalho Filho, comandante do destacamento Militar de Pedreiras. No mesmo dia e mesmo horário. Uma aqui na capital e outra em Pedreiras. Tive que ficar na de São Luís.
Mas é da lavra do mesmo major mais duas ações. A cada comentário uma ação e a terceira criminal. Em duas ele quer R$ 27,120,00 em cada. Do autor do comentário, seu colega de farda e quartel, ele nada pede. E qual a razão do silêncio diante do colega militar?
Até o final de outubro as audiência estarão me perseguindo e eu com meus advogados comparecendo a todas, com a cabeça erguida, sem medo de que a farda ou o coturno podem um dia tentar me calar.
Como diz o poeta Thiago de Melo: ” Faz escuro mas eu canto”.
 
Do Blog do Luis Cardoso

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais