sexta-feira, 26 de julho de 2013

840 veículos roubados na Região Metropolitana de São Luís este ano

Motocicleta e o Corsa Classic são os veículos prediletos dos criminosos.
 
O Estado
26/07/2013 às 09h20 - Atualizado em 26/07/2013 às 10h56

SÃO LUÍS - Nas últimas duas semanas, pelo menos 15 pessoas foram presas por furto ou roubo de veículo na Região Metropolitana da Capital, que já teve 840 veículos (carros e motocicletas) furtados ou roubados este ano. Apesar disso, a capital ainda é uma das cidades com menor incidência desse tipo de crime no país. O total de veículos roubados não ultrapassa 1% da frota atual. A informação é do delegado titular da Delegacia de Roubo e Furtos de Veículos (DRFV), Paulo Hertel.
Por serem menores, as motocicletas são mais fáceis de transportar e esconder. Além disso, a fiscalização é menor. Por isso, elas representam a maioria dos veículos roubados na Região Metropolitana de São Luís. Ainda segundo o delegado, a maioria das motos roubadas é levada para o interior do estado ou para cidades do Piauí ou Tocantins, onde são vendidas por pequenas quantias.
Carros
No caso do roubo de carros, a maioria acontece para que os veículos sejam usados para a prática de outros crimes. Entre os modelos preferidos pelos criminosos está o Corsa Classic. Mas a DRFV tem percebido que muitos criminosos têm voltado sua atenção para os modelos Hilux e Corola. Entre os registros de veículos roubados há ainda falsas ocorrências. "Há muitas fraudes de seguro e alienação fiduciária. Os proprietários tentam forjar o roubo para escapar de dívidas", afirmou.
O delegado garantiu que pelo menos 50% dos veículos roubados são recuperados pela polícia e devolvidos aos proprietários em até 48 horas. "Se o veículo não for localizado em até 48 horas, as chances de serem recuperados diminuem muito, pois geralmente ele já foi levado para fora de São Luís", informou Paulo Hertel.
Os bairros Cidade Operária, Cidade Olímpica, Cohatrac e Maiobão são os que registram o maior número de ocorrências de roubo de carros, na Região Metropolitana de São Luís, sobretudo das 18h às 23h, nos fins de semana. Os crimes acontecem principalmente quando o motorista está entrando ou saindo da garagem de casa. "Geralmente, os motoristas estão desatentos para o movimento da rua enquanto esperam abrir o portão. Nossa orientação é que, antes de sair ou entrar em casa, o condutor observe se há alguma movimentação suspeita na rua", comentou Paulo Hertel.
Ainda de acordo com Hertel, São Luís tem um dos menores índices de roubo de veículos entre as capitais brasileiras, não ultrapassando 1% da frota. "Capitais de estados como Piauí têm índices de roubo e furto de veículos maiores", informou. Atualmente, a delegacia mantém um banco de dados com o registro de pelo menos 300 criminosos que praticam o crime na Região Metropolitana. "No caso das motocicletas, a maioria dos criminosos são reincidentes e fugitivos, que utilizam os veículos para sair da cidade", disse.
Fique atento
- Veículos vendidos a preços bem abaixo dos praticados no mercado costumam ser produto de roubo;
- Quem compra um veículo oriundo de roubo está cometendo o crime de receptação dolosa, punível com prisão de 1 a 4 anos;
- A maioria dos roubos ocorre nas residências das vítimas; quando os crimes acontecem em vias públicas, os bandidos agem nos horários de pico;
- As denúncias de roubo ou furto de veículos podem ser feitas pelo telefone (98) 3214-1583
Número
840 veículos foram roubados na Região Metropolitana de São Luís este ano
1.200 veículos já foram alvo de criminosos em todo o estado este ano
318.620 veículos é o total da frota da capital

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais