terça-feira, 18 de junho de 2013

Prefeito de Juazeiro do Norte continua refugiado em agência bancária

Gabriel Sena Damous, de Juazeiro do Norte

A Polícia Militar levou um carro forte para a frente da agência do Banco do Brasil (BB). O objetivo era retirar o prefeito Raimundo Macedo de dentro do banco direto para o veículo.
Após uma avaliação da situação sobre o resgate, o Tenente Rosendo, que comandava a operação, desaconselhou Raimundão a deixar as dependências do BB por falta de garantias.
Há uma revolta generalizada contra a administração dele e os manifestantes exigem a sua renúncia imediata. Nas ruas, a PM temeu que se Raimundão fosse levado para o carro forte haveria risco de ele ser linchado. Ou de o carro forte ser incendiado.
Quando correu a notícia de que o prefeito já estava dentro do carro forte, o veículo foi cercado por dezenas de professores que impediram seu deslocamento.

Cerco ao prefeito de Juazeiro do Norte

Manifestantes quebravam vidros, jogavam pedras, paus, e a todo instante a PM tinha que intervir para impedir que o veículo fosse incendiado.
A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Mazé dos Santos, temendo um desfecho trágico, apelou aos manifestantes para que deixem Raimundão ir embora. Em vão.
A PM pediu reforço à PM da cidade vizinha do Crato. De Fortaleza, o Secretário de Segurança, Francisco Bezerra, acompanha tudo por telefone.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais