sexta-feira, 21 de junho de 2013

Para deputados, protestos geram 'esperanças de um revigoramento'

Presidente em exercício e líderes disseram que movimento é legítimo.
Em nota, parlamentares se colocaram à disposição para dialogar.

Do G1, em Brasília
O presidente em exercício da Câmara, André Vargas (PT-PR), se reúne com líderes nesta quinta (20) (Foto: JBatista/Ag.Câmara) 
O presidente em exercício da Câmara, André Vargas,
se reúne com líderes nesta quinta (Foto:Ag.Câmara)
No dia da quarta grande manifestação em Brasília na onda de protestos que se espalhou pelo país, o presidente em exercício da Câmara, André Vargas (PT-PR), e líderes partidários emitiram nota para dizer que o movimento "é legítimo e gera esperanças de um revigoramento republicano".
No texto, os parlamentares, que estão entre os principais alvos dos protestos, "manifestam o reconhecimento da Câmara em relação às manifestações pacíficas que estão acontecendo nos últimos dias no Brasil".
Ao final da nota, dizem que se colocam "à disposição daqueles que, em nome do movimento e de suas variadas demandas, queiram dialogar."
É a primeira manifestação oficial da Câmara dos Deputados desde que começaram os protestos no início do mês. Desde a semana passada, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e uma comitiva de parlamentares estão em viagem oficial à Rússia.
Nesta quinta, a manifestação em Brasília reunia no início da noite mais de 20 mil pessoas na Esplanada, segundo a Polícia Militar, concentradas em frente ao Congresso. Na última segunda (17), cerca de 10 mil protestaram em frente à sede do Legilslativo e conseguiram invadir a marquise do edifício.

Leia abaixo a íntegra da nota da Câmara:
"O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, André Vargas, e os líderes partidários manifestam o reconhecimento da Câmara em relação às manifestações pacíficas que estão acontecendo nos últimos dias no Brasil. Esse movimento da cidadania é legítimo e gera esperanças de um revigoramento republicano.

Reafirmamos o compromisso do Legislativo brasileiro com o Estado Democrático de Direito e colocamo-nos à disposição daqueles que, em nome do movimento e de suas variadas demandas, queiram dialogar."
Concentração de manifestantes em frente ao Congresso Nacional (Foto: Lúcio Bernardo Jr/Ag.Câmara)Concentração de manifestantes em frente ao Congresso Nacional (Foto: Lúcio Bernardo Jr/Ag.Câmara)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais