terça-feira, 18 de junho de 2013

Bacabal: “Reconhecer é Amar!” realiza ações em Lago Verde

18JUN201310:50  

A juíza Lúcia Quadros, titular da 4ª Vara de Bacabal, realizou mais uma etapa do projeto “Reconhecer é Amar!” na comarca. Desta vez, o município beneficiado com as ações foi Lago Verde, termo judiciário.
 
Entre as atividades desenvolvidas no município, a magistrada realizou audiências de conciliação com a presença dos supostos pais, mães e filhos maiores de idade. Lúcia Quadros foi auxiliada pelo advogado Keoma Celestino Dourado, que atua como defensor público na comarca. Na ocasião, ocorreram reconhecimentos voluntários de paternidade.
 
Ainda segundo informações da 4ª Vara, no dia 07 de junho, uma equipe esteve em Lago Verde com o objetivo de efetuar a coleta de material para exames de DNA dos supostos pais, mães e filhos. “O projeto esta tendo ampla divulgação e já foi implantado nos municípios termos de Bom Lugar, Conceição de Lago-Açu e Lago Verde”, destaca a magistrada.
 
Desde a implantação do “Reconhecer é Amar!” na Comarca de Bacabal, já foram realizados 487 reconhecimentos voluntários de paternidade e 25 exames de DNA.
 
Cronograma - De acordo com o cronograma de atividades, o projeto será implantado na cidade de Bacabal ainda neste mês de junho, no dia 28, oportunidade em que acontecerá uma caminhada, com a participação da juíza Lúcia Quadros, Defensoria Pública, Promotoria, servidores do fórum, diretores de escola, professores, alunos e comunidade em geral.
 
“Essa caminhada marcará o início das atividades do projeto no termo sede com posterior realização de conciliações, nos dias 13, 14,15, 20 e 22 de agosto de 2013, para acompanhamento de reconhecimentos espontâneos e indicações de paternidade”, ressalta Lúcia Quadros.
 
O “Reconhecer é Amar!” na comarca conta com a parceria da Corregedoria Geral da Justiça, Tribunal de Justiça do Maranhão e do município de Bacabal, que auxilia na divulgação do projeto. “O intuito é que as ações do projeto cheguem até os cidadãos que moram nas localidades mais distantes”, finaliza a juíza.
 
 
Michael Mesquita
Assessoria de Comunicação da CGJ-MA

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais