terça-feira, 7 de maio de 2013

Polícia Civil autua mãe e filho por tráfico de drogas em Alvorada

Maconha estava envolvida em um tubo de PVC e enrolada em uma calça jeans
Da Redação

Foto: Divulgação
Fernando e Maria foram autuados em ônibus que faz linha Bacabal (MA) a São Paulo (SP)
A Polícia Civil (PC), por intermédio da Delegacia de Alvorada, município localizado na região Sul do Estado, autuou nesse sábado, 4, às 9h20, em flagrante delito pela pratica do crime de tráfico de drogas, Maria de Fátima Fernandes Jansen, 56 anos, e seu filho, Fernando Jansen da Silva, 33 anos.

De acordo com informações da delegada Rosalina Maria de Almeida, responsável pelo caso, mãe e filho foram presos pela polícia rodoviária ambiental quando estavam no interior de um ônibus de turismo que fazia a linha Bacabal (MA) a São Paulo (SP), no posto fiscal da cidade de Talismã, depois que o ônibus conduzido por Fernando foi abordado pelos policiais da Cipra e do Naturatins que realizavam uma operação conjunta de combate a crimes ambientais naquela região.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ao realizar uma minuciosa busca nas bagagens dos passageiros, os policiais militares se depararam com um caixa de papelão que continha apenas o nome do destinatário de Limeira, interior do Estado de São Paulo. Ao abri-la, os policiais encontraram sete tabletes de maconha envoltos em um tubo de PVC, e enrolados em uma calça jeans e um moletom em meio a muito pó de café para disfarçar o cheiro da droga.

Ao ser questionado sobre a origem e propriedade da maconha, Fernando respondeu que nada sabia sobre o produto, enquanto sua mãe, Maria de Fátima, que também é a proprietária do ônibus e de uma agência de Turismos em Bacabal, afirmou que desconhecia o conteúdo da referida caixa e que era responsável somente pela entrega da “encomenda” no Estado de São Paulo. A acusada também declarou que a caixa havia sido recebida e colocada no bagageiro do ônibus por um outro filho seu, ainda na cidade de Bacabal.

Diante da negativa do acusados em reconhecer a prática delituosa, os policiais deram voz de prisão a dupla, momento em que Maria de Fátima, dirigiu-se aos policiais militares e, após perguntar o que poderia ser feito para que ela e seu filho fossem liberados, ofereceu R$ 2 mil para que os policiais sumissem com a droga e esquecessem o episódio.

Nesse momento, os policiais deram voz de prisão a Fernando e Maria de Fátima e os conduziram à Delegacia de Polícia Civil de Alvorada onde foram autuados em
flagrante por tráfico de drogas, sendo que a mulher também responderá por tentativa de suborno. Após os trâmites legais Fernando e Maria de Fátima foram encaminhados respectivamente para a cadeia pública de Alvorada e a unidade prisional feminina de Figueirópolis onde permanecerão a disposição do poder judiciário.

4 comentários:

  1. É triste tudo isso. Quem os conhece sabem o duro que eles dão, viajando de semana a semana dentro de um onibus para sustentar suas familias. É bem dificil nao acreditar na inocencia deles. Força Fernando a cohab torce por vcs!!

    ResponderExcluir
  2. não nos deixe sem noticias sobre esse caso J.R

    ResponderExcluir
  3. não é triste não todo mundo tem sua escolha de vida, todos nos somo livres, quem no céu nunca foi e as estrelas querem pegar os anjos fica sorrindo do baque que ele vai levar.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, como existem pessoas q torcem pele derrota dos outros. Deve ser um frustrado(a) coloca Deus no teu coração, todos nós somos vulneráveis a momentos dificeis. Vc é uma pessoa feia, amargurado(a), infeliz, frustrada(o) percebe-se isso em suas palavras. Coloca Deus no teu coração e seja mais complacente com a dor dos outros.

    ResponderExcluir

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais