segunda-feira, 4 de março de 2013

Diretor do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas é preso em flagrante

Márcio Wendel Dávila é acusado de facilitar a fuga de um detento na tarde desta segunda.
Imirante
04/03/2013 21h24 - Atualizado em 04/03/2013 23h40

SÃO LUÍS - Foi preso, nesta segunda-feira (4), o diretor administrativo do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP), Márcio Wendel Dávila dos Reis, acusado de ter facilitado a fuga de um detento na tarde desta segunda.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o diretor foi autuado em flagrante acusado de ter facilitado a fuga de Anders de Araújo Cerqueira, o “Gago”, acusado de ser líder de uma quadrilha suspeita de arrombar caixas eletrônicos no Maranhão.
A fuga aconteceu por volta das 16h. O detento teria se queixado de dor no dente e foi levado pelo diretor do CDP em um carro, sem algemas e nenhuma escolta. Ao chegar ao local onde seria atendido por um dentista, Anders abriu a porta do veículo e fugiu.

 
Anders de Araújo Cerqueira (fugitivo)

O diretor Márcio Wendel, após ser preso em flagrante, foi encaminhado para a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), para prestar depoimento sobre o caso. Após o depoimento, ele pagou fiança de R$ 1.360 e foi liberado.
Márcio Wendel é agente penitenciário há oito anos e, agora, exercia a função de diretor administrativo do Centro de Detenção Provisória.
O fugitivo
Anders de Araújo Cerqueira foi preso em maio de 2011 e deveria cumprir 13 anos de prisão, acusado de chefiar uma quadrilha de arrombadores de caixas eletrônicos. Segundo o delegado da Seic, André Luís Gossain, Anders é mestre em arrombar caixas eletrônicos com o uso de maçarico e representa um risco à sociedade.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais