quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Testemunha de agiotagem morre após atentado

Ricardo Silva, em janeiro deste ano, foi alvejado com sete tiros e estava internado.

Foto: Divulgação/SSP
SÃO LUÍS – Morreu, na madrugada desta quarta-feira (14), Ricardo Silva, o Ricardinho ou “Carioca”, no Hospital Carlos Macieira, em São Luís. Ele é quem teria avisado o agiota Gláucio Alencar – preso como mandante da morte do jornalista Décio Sá – que haveria uma trama para assassiná-lo. Ricardo Silva saberia de todo o esquema de agiotagem envolvendo a quadrilha e, por isso, constava na relação de testemunhas a serem ouvidas nas audiências do processo.
Ricardo Silva sofreu, em janeiro deste ano, uma tentativa de assassinato na qual chegou a ser alvejado com sete tiros. Desde então, ele estava internado, primeiro, no hospital particular São Domingos e, depois, foi transferido para o Hospital Carlos Macieira, estando na custódia de homens da polícia.
FONTE:IMIRANTE

1 comentários:

  1. GENTE BOA RICARDINHO,,,,MAIS ESTAVA NO CAMINHO DO MAU,,,,,,QUE DESCANSSE EM PAZ,,,,,,,

    ResponderExcluir

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais