quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Delegacia do Idoso não presta atendimento por falta de carro

 
 
SÃO LUÍS- Há mais de 20 dias, a Delegacia de Proteção ao Idoso (DPI) encontra-se impossibilitada de fazer visitas, devido à falta de carro. A Delegacia, que trabalhava com apenas um automóvel, deixou de prestar o atendimento às denúncias, aumentando os casos de negligência, como o abandono do idoso, Sebastião Menezes.
Com 94 anos, Sebastião Menezes está morando sozinho em um condomínio no Recanto dos Vinhais, na Rua Alfa Crucis. O idoso apresenta feridas na cabeça, problemas estomacais e deficiência visual e, ainda assim, continua sem ser atendido pela DPI.
Os vizinhos, preocupados, garantem que já prestaram inúmeras denúncias anônimas e que, após constatarem a falta de ação, chegaram a ir, pessoalmente, até a delegacia, onde foram informados da falta de carros.
“Este senhor está abandonado. Nós (os vizinhos) estamos tomando de conta”, afirma Raimundo Nonato, vizinho do idoso. Raimundo garante, ainda, que sobrinhos aparecem somente para levar comida e vão embora. “A nossa preocupação é ele morrer e a gente não ter para quem ligar”, completa Raimundo.
A assistente social da DPI, Mayara Pinheiro, confirma a falta de automóveis. “Estamos sem veículo há mais de 20 dias. O que usávamos quebrou, foi para o conserto e estamos esperando o retorno”, justifica Mayara. A assistente explica, ainda, que, em casos de emergência, um carro é solicitado à Secretaria de Segurança Pública (SSP), mas que é necessário, primeiramente, o posicionamento da psicóloga.
 
FONTE: IMIRANTE.COM

2 comentários:

  1. ISSO E UMA FALTA DE VERGONHA PRO MARANHAO.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de uma matéria falando sobre os buracos da cidade uma vergonha esses buracos !!!

    ResponderExcluir

 

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites Mais